Você está aqui: Página Inicial > Distantes mas conectad@s > Orientação servidor(a)
conteúdo

topo-dmc.png

Orientação servidor(a) - Atividades Educacionais Não Presenciais Emergenciais

Mensagem aos servidores

Caros(as) Colegas,

Muito produzimos até aqui! Jornadas, diálogos, palestras, seminários, mesas redondas, webinars, reuniões e tantas atividades que, com o esforço de toda comunidade – docentes, técnicos(as) administrativos(as) em educação, estudantes e servidores(as) terceirizados(as) –, conseguimos manter o nosso IFBA vivo, pulsante!

Agora, partimos para um novo desafio: retomar as aulas por meio das Atividades Educacionais Não Presenciais Emergenciais (AENPE), para que tenhamos um espaço de aprendizado que proporcione, acima de tudo, segurança para todos nós.

Assim, elaboramos esta Cartilha para apoiar nossa comunidade no uso das Tecnologias da Informação e Comunicação para mediar os processos de ensino-aprendizagem durante este período de atividades remotas.

Como o próprio nome diz, é um período emergencial que vai exgir de todas e todos um esforço extra, uma construção coletiva para que possamos seguir desenvolvendo saberes, habilidades e competências dos(as) nossos(as) estudantes. Para isso, nos debruçamos para entregar à comunidade o Ambiente Virtual de Aprendizagem do IFBA, a plataforma Moodle.

Bons estudos! Bom trabalho!

Glossário

AENPE – Atividades Educacionais Não Presenciais Emergenciais

Atividades / aulas Assíncronas – modalidade na qual não é necessário que os alunos e professores estejam conectados ao mesmo tempo para que as tarefas sejam concluídas e o aprendizado seja adequado. Exemplos: Fóruns, transferências de arquivos, leituras e tarefas postadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem.

Aulas Síncronas – aulas cuja interação entre professor(a) e os alunos acontece em tempo real, uma vez que, todos precisam estar ao mesmo tempo e no mesmo ambiente virtual.

AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem

CONSUP – Conselho Superior

Moodle – Do inglês Modular Object-Oriented Dynamic Learning, é um software livre de apoio à aprendizagem executado num ambiente virtual.

Repositório - Site que contém recursos digitais úteis para a aprendizagem formal ou não formal, com mídias como textos, imagens estáticas (mapas, gráficos, desenhos ou fotografias) ou animadas (vídeos e filmes), arquivos de som e objetos de aprendizagem.

Metodologia para as AENPE

Preparação das aulas não presenciais

É importante refletir que o modelo de ensino não presencial nos coloca diante do planejamento de seleção dos conteúdos e preparação de aulas diferente das aulas presenciais. Se por um lado há o desafio do distanciamento físico, por outro, há a oportunidade de utilizar materiais digitais, objetos de aprendizagens e interfaces avaliativas. Assim, durante as AENPE, procure selecionar os temas discutidos em articulação com os materiais didáticos pedagógicos disponíveis na internet. Ao mesmo tempo, é importante lembrar que neste contexto de excepcionalidade, vale a pena escolher temas que sejam fundamentais dentro do currículo de cada área de conhecimento. Procure disponibilizar com bastante brevidade seus materiais didáticos.

Para facilitar a comunicação e a interação, é importante informar seus horários de atendimento às(aos) estudantes, seja de forma individual ou em grupo, nos planos de ensino e nas interfaces de aprendizagem.

 

Diversificação da prática pedagógica

Por meio do ensino não presencial, há uma oportunidade significativa de explorar ferramentas de interação, metodologias ativas e objetos cuja utilização muitas vezes não é possível no ensino presencial. Veja abaixo diferentes possibilidades de aplicativos e de softwares que estimulam a participação e o engajamento das(os) estudantes. Lembramos que todas estas interfaces didáticas devem ser instrumentos de reflexão crítica e compreensão das relações políticas, econômicas e culturais.

 

Momento síncrono

É importante não reduzir o conteúdo temático de sua disciplina em um único bloco de exposição oral. Divida a apresentação em intervalos menores e intercale com espaço para tirar dúvidas. Assim, é possível analisar no momento da aula quais os pontos da explicação precisam ser retomados ou enfatizados.

 

Uso do chat, webconferência e compartilhamento de tela

Muitas vezes são nos chats dos aplicativos de webconferência que ricas contribuições podem aparecer nas aulas online. Sempre que possível, destaque as contribuições das(os) estudantes, reforçando comentários ou questões que aprofundam a reflexão, ou corrigindo interpretações eventualmente não adequadas. Para facilitar a apresentação, avise que olhará as interações no chat a cada 20 minutos, por exemplo, assim fica mais fácil gerenciar os recursos da aula sem dispersar a atenção com muitas informações ao mesmo tempo.

 

Mediação Pedagógica

A relação de ensino e aprendizagem se faz com mediação pedagógica entre professor(a) e estudante. Neste caso, estimule o diálogo e a troca de experiência, lance questões no chat, proponha desafios e reflexões sobre situações- problema. Nas AENPE, a possibilidade de compartilhar um componente curricular com dois ou mais professores(as) permite que enquanto um(a) docente esteja na exposição oral, outro(a) esteja mediando o ensino e o aprendizado, destacando pontos centrais, tirando dúvidas e orientando as(os) estudantes.

  • motivar a(o) estudante; orientá-la(o) nas carências técnicas ou científicas;
  • propor desafios e reflexões sobre situações-problema;
  • relacionar a aprendizagem com a realidade social e com as questões éticas;
  • incentivar a crítica quanto à quantidade e qualidade de informações de que se dispõe;
  • construir conhecimento com a(o) estudante, tanto no sentido de dar um significado pessoal às informações adquiridas, como na produção de um conhecimento próprio.

 

Acompanhamento docente

O desafio do distanciamento físico na prática educativa nos coloca diante da necessidade de reforçar nossa presença virtual. Nesse sentido, quanto mais feedback houver na interação com as(os) discentes nos canais digitais ou tecnológicos, maior a possibilidade estimular os sujeitos envolvidos no ensino e aprendizagem. Isso vale especialmente para as atividades assíncronas. Por isso, sempre que possível, interaja pelo ambiente virtual de aprendizagem, apresente materiais novos (filmes, textos, imagens, games etc) e participe dos fóruns de discussões. Quanto mais atividades no AVA, mais presentes estarão as(os) estudantes do curso.

 

Comunicação com os estudantes no ambiente virtual

A comunicação no contexto da AENPE deve se adaptar às condições da interação virtual. Isso exigirá clareza, objetividade e interação que permitam ao(à) estudante manter-se atento(a) e concentrado(a) aos temas e às abordagens feitas nas aulas não presenciais. Em paralelo, as dificuldades de conexão certamente nos pedirão paciência para recuperar falas, pensamentos e reflexões. Ao mesmo tempo, falas pausadas facilitam a compreensão especialmente nos casos em que as câmeras das(os) estudantes estejam desligadas. Assim, é preciso adequar a linguagem ao público, à intencionalidade, ao ambiente (Netiqueta) e à relação professor(a)-estudante/ estudante-professor(a)/ estudante-estudante. Regras linguísticas de clareza e boa convivência no ambiente virtual são imprescindíveis para que haja fluidez na condução das atividades propostas e na participação de todos(as).

 

Redes sociais

Ao seu critério, avalie a possibilidade de utilizar as redes sociais a favor do ensino-aprendizagem não presencial. Mídias sociais, correio eletrônico, blogs, rádios podem se tornar excelentes interfaces para aproveitamento didático pedagógico, quer para auxiliar no acompanhamento e interação com os estudantes, quer para estimular uma reflexão crítica acerca do lugar da tecnologia no processo educativo. Contudo, é necessário observar a idade mínima para o uso das redes sociais.

 

Flexibilidade e cuidado na prática educativa

Em contexto de pandemia e de AENPE, seja flexível na relação com as(os) estudantes. Trabalhe com temas e atividades factíveis e executáveis, considerando que eles(as) e os(as) docentes estarão num formato diferente daquele que percorreram até agora em sua formação acadêmica. Estamos todos(as) aprendendo no processo, então sejamos flexíveis, colaborativos(as) e pacientes nas atividades, especialmente nas avaliações.


Como se dará a participação dos estudantes?

A adesão as AENPE é facultativa para os(as) estudantes. Cada campus irá realizar uma chamada para que os(as) discentes possam confirmar a participação no ensino remoto. Aqueles(as) que optarem por dar seguimento aos estudos através das AENPE e que, por qualquer motivo, não consigam acompanhar as atividades, não terão nenhum prejuízo em seu Histórico Escolar. Está garantido a esses(as) estudantes o direito de cursar os componentes curriculares quando for possível retomar as aulas presenciais.

As AENPE irão acontecer enquanto vigorar a Resolução nº 19, de 24 de agosto de 2020, aprovada pelo Conselho Superior do IFBA (CONSUP).

As informações referentes às AENPE ficarão disponíveis na página das AENPE em nosso Portal (portal.ifba.edu.br/dmc).

Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA)

A Plataforma de Ensino utilizada pelo IFBA é o Moodle, utilizada pela maioria dos Institutos e Universidades Federais no Brasil e pelas maiores instituições de educação em todo o mundo. O Moodle foi criado pelo australiano Martin Dougiamas. O nome é acrônimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment, que significa Ambiente Modular de Aprendizagem Dinâmica Orientada a Objetos.

O Moodle é um software internacional criado com o objetivo de fornecer uma plataforma única para o ensino virtual em todas as áreas. Ele é de código aberto, podendo ser usado ou modificado por qualquer pessoa. Para ser usado por docentes e estudantes requer apenas um navegador de internet comum.

Você acessará o Moodle do IFBA no endereço:

http://ava.ifba.edu.br

MUITO IMPORTANTE!

Sua Identificação de Usuário é o seu número do SIAPE. E a senha é a mesma que você utiliza para acessar o SUAP.


As aulas acontecerão através Ambiente Virtual de Aprendizagem, onde estudantes e professores poderão interagir, acompanhar as atividades, realizar leituras etc.

Você pode gravar previamente sua aula e postar no AVA (aula assíncrona) ou realizar aulas ao vivo (aula síncrona).

Para as aulas síncronas, sugerimos o uso do BigBlueButtonBN, recurso dentro do ambiente do Moodle. É uma tecnologia também de código aberto e com os mesmos recursos da Webconferência RNP. Outras ferramentas que também podem apoiar as aulas síncronas,são: Google Meet; Microsoft Teams; Webconf RNP; e Zoom (antes de utilizá-las verifique a disponibilidade para gravação e posterior publicação no Moodle do IFBA).

Importante destacar que as aulas devem ser gravadas e postadas no Moodle até o dia seguinte à sua realização. É um cuidado com os nossos estudantes que podem ter dificuldades de conexão no momento da aula ao vivo, assim poderão recuperar o conteúdo em outro momento.

De acordo com a natureza do conteúdo a ser trabalhado e o objetivo pedagógico pretendido, poderão ser destinadas atividades variadas aos alunos, como: estudos dirigidos; pesquisas; projetos; entrevistas; experiências; análise de vídeos; documentários; listas de exercícios; produções textuais diversas (alunos(as) que não tiverem computador podem fotografar o texto manuscrito); entre outras possibilidades sugeridas por você e que possam atender às especificidades das disciplinas técnicas, propedêuticas e às condições tecnológicas do estudante.

Para fins de compreensão, esclarecemos que as atividades e ferramentas assíncronas não exigem que estudantes e professores estejam conectados ao mesmo tempo para que as tarefas sejam concluídas e o aprendizado seja viável, possibilitando que indivíduos desenvolvam o aprendizado de acordo com o seu ritmo, horário e local preferido (ex: vídeoaulas gravadas, fóruns de discussão, tarefas, pesquisas e/ou trabalhos propostos, disponbilização de conteúdos para leitura).

Já as atividades e ferramentas síncronas exigem que alunos e professores estejam conectados ao mesmo tempo durante a realização (ex: debates via chat, vídeoconferência, etc).

Procure trabalhar com os estudantes atividades interessantes e factíveis, considerando que eles estarão cursando outros componentes curriculares, além de atentarmos para as suas condições de ambiente de estudo e conectividade. 

Veja a seguir as possibilidades que o Moodle oferece:

Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA)

AtividadeDescrição
ChatFerramenta de comunicação síncrona cujo objetivo é interagir e esclarecer dúvidas em tempo real.
ForumFerramenta de comunicação assíncrona cujo objetivo é interagir, compartilhar conhecimentos e esclarecer dúvidas.
GlossárioFerramenta para edição de termos e respectivas definições com possibilidade de criação de links para que os itens constantes desta ferramenta sejam identificados no material disponibilizado on-line.
Questionário (Quiz)Ferramenta que permite ao docente a criação de questões de vários formatos os quais incluem múltipla escolha, verdadeiro ou falso, relacionar colunas. Podem ser configurados como atividade de auto avaliação e corrigidos automaticamente pelo sistema.
TarefaFerramenta que permite aos estudantes submeterem arquivos em vários formatos, sendo visualizada apenas pelo docente. As tarefas podem incluir o envio de arquivo, de texto on-line ou off-line.
WikiFerramenta interativa de construção assíncrona cujo objetivo é a construção de páginas web as quais podem ser criadas individualmente ou colaborativamente. Ela potencializa o trabalho colaborativo e permite ser editada por vários participantes ao mesmo tempo.


Configurando sua sala de aula no Moodle

O Moodle pode ser compreendido a partir de dois instrumentos:

- Recursos: são ferramentas utilizadas para organizar os conteúdos didáticos. São páginas, vídeos, rótulos, pastas, arquivos, dentre outras.

- Atividades: são ferramentas para processos avaliativos e de comunicação, a exemplo de Chats, Fóruns, Questionários, Tarefas, Wiki, Glossários.

adicionar uma atividade ou recurso.png

adicionar uma atividade ou recurso2.png

adicionar uma atividade ou recurso3.png

Dicas de recursos tecnológicos

H5P

A versão 3.9 do Moodle utilizada pelo IFBA já traz a integração do H5P.

O H5P é uma ferramenta responsiva e otimizada para dispositivos móveis, permitindo criar, compartilhar, reutilizar e modificar conteúdo. É totalmente gratuita e, também, de código aberto.

Essa tecnologia vai possibilitar que você enriqueça suas aulas com recursos digitais interativos e sem a necessidade de domínio de conhecimentos de programação. Com ela, você poderá criar atividades, simulações, conteúdos interativos, apresentações, avaliações e muito mais.

Conheça mais sobre o H5P, acessando o link
https://h5p.org

CANVA

Canva é uma plataforma de design gráfico que permite aos usuários criar gráficos de mídia socialapresentaçõesinfográficospôsteres e outros conteúdos visuais. Está disponível online e em dispositivos móveis e integra milhões de imagens, fontes, modelos e ilustrações.

Link do recurso:
https://www.canva.com/pt­­_br

PADLET

Padlet é um recurso digital gratuito utilizado para elaboração colaborativa de murais e painéis virtuais, que podem ser organizados em colunas temáticas. Sua lógica lembra a de um mural de post-its, com caixinhas que se moldam ao conteúdo postado.

Para conhecer mais sobre o Padlet, acesse o link
https://padlet.com

KAHOOT 

Kahoot é uma plataforma de aprendizado baseada em jogos. Os quizzes são excelentes formas de exercitar o aprendizado e no Kahoot fica bem mais divertido. No Kahoot é possível realizar o quiz em tempo real, presencialmente ou em uma videochamada, mas também dá para configurar o modo challenge, onde criamos o desafio e delimitamos o tempo em que ela fica disponível.

Acesse o Kahoot no link
https://kahoot.com

LOOM

Loom é uma extensão para Google Chrome que permite gravar a tela do computador sem precisar instalar softwares adicionais. Com um clique, o plugin permite capturar só a tela, a tela e a webcam, ou apenas câmera do computador. É possível também obter a imagem do desktop inteiro ou de uma aba específica, escolhendo se deseja captar o áudio ou não.

Para conhecer essa dica para gravar vídeoaulas, acesse o link 
https://www.loom.com


ANCHOR

O Anchor é a maneira mais fácil de fazer um podcast. É o único aplicativo que permite gravar um podcast de alta qualidade e distribuir em diversas plataformas. É uma excelente opção para desenvolvimento de atividades.

 Conheça o Anchor no link
https://anchor.fm/dashboard

Atenção à conduta

A fim de manter o ambiente harmônico, respeitoso e seguro entre todos, no contexto de ensino remoto, cabe atenção às regras:

  • Respeitar a legislação referente aos direitos autorais, a saber: Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, utilizando apenas material criado por você, de direitos autorais livres e/ou informando a fonte, de maneira a dar os devidos créditos aos autores;
  • Compartilhar a gravação da aula somente com a turma da sua disciplina no ambiente virtual de aprendizagem;
  • Cumprir os deveres estabelecidos na Organização Didática do IFBA;
  • Atentar para atos de promoção ou aplicação de práticas que possam vir a causar eventual constrangimento a estudantes e servidores, sob quaisquer formas e meios, incluindo os midiáticos e cibernéticos;
  • Estar atento(a) ao fato de que imagem e voz serão utilizados apenas em momentos de interação necessária entre você e a turma, diminuindo sua própria exposição e a de terceiros.
  • Sejamos pontuais! Para isso, devemos fazer o login com antecedência mínima de 15 (quinze) minutos e verificar o bom funcionamento dos recursos que serão utilizados (computador ou outro dispositivo, conexão à internet, câmera, microfone).
  • Sempre que possível, é importante escolher ambientes claros (porém, evitar ficar de costas para janelas com excesso de claridade), neutros e, de preferência, fechados. Atentemos para o que está em segundo plano (cenário atrás de nós que irá aparecer na imagem projetada para as(os) estudantes).
  • Apresentação pessoal: Para a escolha da roupa adequada, tenhamos como parâmetro aquelas que utilizamos nos encontros presenciais. Lembremos que eventualidade ocorrem e é possível que, por conta de algum imprevisto, seja preciso aparecermos de corpo inteiro na imagem.
  • Microfone: é fundamental orientar que, quando alguém estiver falando, as demais pessoas devem deixar o microfone no modo silencioso. Este procedimento evita interferências involuntárias e contribuiu para manter a qualidade da transmissão.
  • Câmera: O ideal é que se mantenha a câmera ligada para que todos possam se ver. Em tempos de distanciamento, poder ver os(as) demais colegas reforça a sensação de pertencimento e engajamento. Mas se, por algum motivo, você não estiver em condições de aparecer, desligue a câmera temporariamente.
  • Fones de ouvido: A utilização dos fones para as aulas online evita ruídos de microfonia e ainda isola sons externos, contribuindo para o foco do(a) estudante no conteúdo da aula.
  • Oriente os(as) estudantes a evitarem ficar olhando rede sociais e outros aplicativos durante as aulas on-line. Lembre-se de que este momento de encontro ao vivo tornou-se precioso para o seu processo de aprendizagem.
  • A aula terminou? Certifique-se de que não continua sendo gravado ou ouvido, desabilitando câmera e microfone.

Quer saber mais, acesse o vídeo produzido pelo Instituto Federal de Brasília:

Tem algum aplicativo que eu possa utilizar pelo celular ou tablet?

Tem sim. É o Moodle Mobile! Também pensamos em você que prefere a versão do Aplicativo.

Então, você vai lá à Play Store e pesquisa por Moodle. Vai encontrar essa tela:

Agora é só digitar sua Identificação de Usuário Senha que você estará acompanhando sua sala de aula.