Você está aqui: Página Inicial > PROEN > Pesquisa institucional 2020
conteúdo

Pesquisa institucional 2020

Análise da Pesquisa Institucional

A Pró-Reitoria de Ensino (PROEN) do Instituto Federal da Bahia realizou pesquisa institucional sobre Educação e metodologia de ensino-aprendizagem online em tempos de quarentena envolvendo os três segmentos da comunidade acadêmica entre abril e maio de 2020. Na primeira etapa, foram ouvidos docentes e estudantes entre os dias 17 de abril e 1º de maio de 2020. Na segunda etapa, os/as técnicos/as administrativos/as em educação (TAE) participaram da pesquisa entre os dias 25 de abril e 11 de maio de 2020.

O objetivo da Pesquisa Institucional foi conhecer melhor os limites e as possibilidades do uso de metodologias de ensino-aprendizagem online diante dos efeitos da pandemia da COVID-19, levando em consideração as condições de acesso à internet, a disponibilidade e o suporte tecnológico, a experiência e a formação pedagógica para educação a distância. Reforçamos que a realização dessa pesquisa não implicará alteração e/ou suspensão da orientação apresentada na Resolução CONSUP nº 7, de 22 de março de 2020. Nosso intuito é criar base de dados que subsidiem a reflexão coletiva sobre as práticas pedagógicas no contexto de suspensão e de reorganização do calendário acadêmico no retorno às atividades presenciais.

Após a coleta das pesquisas, os resultados dos dados nos dão um diagnóstico preliminar e parcial das condições da comunidade acadêmica do IFBA neste período de pandemia da COVID-19.

Considerações Finais

A Pesquisa Institucional promovida pela Pró-Reitoria de Ensino é um recorte estatístico preliminar do cenário do IFBA diante da suspensão das atividades presenciais, dos efeitos da COVID-19 e da hipótese de adotar alternativas de atividades remotas para ajustar os calendários. Trata-se também de uma pesquisa com limites, visto que é um recorte específico, com um instrumento de coleta objetivo (que não dá conta das subjetividades e do emocional das pessoas), que teve a participação de 44% dos/as docentes, 29,8% de TAE e 11,6% de estudantes. Pela própria natureza do instrumento de pesquisa online, privilegia aqueles que estão mais familiarizados com a internet.

Em que pese estes fatos e os filtros necessários, trata-se de uma pesquisa que oferece informações necessárias para a reflexão institucional, que pode e deve ser apropriada criticamente pela comunidade acadêmica do IFBA na hora de pensar suas estratégias educacionais para reorganização dos calendários acadêmicos.