Você está aqui: Página Inicial > PROEN > Atribuições > Departamento de Permanência e Assistência Estudantil
conteúdo

Departamento de Permanência e Assistência Estudantil

por Diego Sacramento publicado 26/07/2018 16h31, última modificação 26/07/2018 16h31

Art. 64 O Departamento de Permanência e Assistência Estudantil, coordenado por um(a) diretor(a), será responsável por articular, formular e implementar a Política de Assistência Estudantil do IFBA, por meio de ações, projetos e programas, visando à melhoria das condições socioeconômicas e psicossociais do estudante, a inclusão e a formação plena, possibilitando sua permanência qualificada no IFBA.

Art. 65 O Departamento de Permanência e Assistência Estudantil possui como atribuições:
I. Coordenar e monitorar as políticas de assistência estudantil desenvolvidas nos diversos Câmpus;
II. Garantir articulação entre os programas, projetos e profissionais envolvidos na execução da assistência estudantil, nos diversos Câmpus;
III. Participar da análise dos dados de evasão e repetência com vistas a levantar demandas no âmbito da assistência estudantil;
IV. Fomentar discussões para melhoria da Política de Assistência Estudantil;
V. Assessorar os Câmpus na elaboração de programas e projetos sociais, bem como propô-los;
VI. Elaborar e coordenar o planejamento anual e o relatório anual de gestão da sua Coordenação;
VII. Manter atualizadas as informações sobre o perfil sociocultural dos estudantes do IFBA;
VIII. Dar suporte às experiências e ações desenvolvidas, no âmbito do desenvolvimento sociocultural dos diversos Câmpus;
IX. Emitir pareceres técnicos relacionados à sua área de atuação, quando necessários;
X. Criar critérios e indicadores para avaliação e aplicar instrumentos de avaliação dos programas, projetos e planos propostos;
XI. Fazer análise socioeconômica dos ingressos a partir dos dados oriundos das coordenações de Processos Seletivos e Registros Escolares;
XII. Acompanhar as ações desenvolvidas nos Câmpus, para os estudantes com necessidades educativas especiais, em articulação com os NAPEDs, visando à sua efetiva inclusão;
XIII. Propor programas e projetos que visem orientar os docentes e técnicosadministrativos no que concerne à inclusão das pessoas com necessidades especiais;
XIV. Socializar a política de assistência estudantil reafirmando a sua concepção enquanto direito social, promovendo debates reflexivos com a comunidade do IFBA;
XV. Zelar pela aplicação das diretrizes de assistência estudantil, emanadas do CONSUP;
XVI. Articular seus planejamentos e ações com os programas oficiais;
XVII. Propor, orientar e acompanhar os convênios e parcerias firmados pelos Câmpus, no âmbito da assistência estudantil;
XVIII. Propor estudos, pesquisas e a análise dos dados de evasão e repetência com vistas a levantar demandas no âmbito da assistência estudantil;
XIX. Realizar estudos e pesquisas para conhecer a realidade social da população atendida em seus diversos aspectos visando à melhoria da Política de Assistência Estudantil;
XX. Criar fóruns de discussão com os profissionais envolvidos na Política de Assistência Estudantil dos diversos Câmpus;
XXI. Articular a Política de Assistência Estudantil com as demais políticas sociais visando garantir um acompanhamento integral ao estudante;
XXII. Acompanhar as novas formulações das políticas de acesso, contribuindo para sua construção e implementação;
XXIII. Promover espaços de avaliação da Política de Assistência Estudantil fomentando a co-participação da comunidade do IFBA e a família dos estudantes.