Você está aqui: Página Inicial > Campus Santo Antônio de Jesus > Notícias > Estudante do IFBA SAJ recebe prêmio por aplicativo de incentivo à doação de sangue
conteúdo

Estudante do IFBA SAJ recebe prêmio por aplicativo de incentivo à doação de sangue

O Concurso "Uma ideia na cabeça, uma inovação na mão" premia ideias inovadoras em benefício da sociedade
publicado: 01/06/2019 19h55, última modificação: 10/06/2019 19h57

Aluno do curso de Tecnologia em Produção Multimídia, do Instituto Federal da Bahia, campus de Santo Antônio de Jesus,  Aldinei Vítor, teve sua ideia inovadora, "Doação na mão", premiada no Concurso "Uma ideia na cabeça, uma inovação na mão", realizado pelo Departamento de Inovação da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IFBA. Ele recebeu o prêmio de dois mil reais, pela segunda colocação no concurso, nesta quinta-feira (30), em Salvador. 

Aldinei.jpg
Aldinei Vítor: é sempre bom ver o nosso trabalho reconhecido

O aplicativo, idealizado pelo estudante, visa criar uma rede de solidariedade que facilite e incentive a doação de sangue. Os dados dos possíveis doadores e dos pacientes são cadastrados no programa que se encarrega de avisar aos doadores quando houver paciente necessitando de doação do mesmo grupo sanguíneo que o deles, na sua região de domicílio.

Aldinei Vítor celebra o prêmio e ressalta a experiência adquirida para projetos futuros. "A princípio eu só quis participar pra ganhar experiência no meio acadêmico. É ótimo, é gratificante você ver que seu trabalho foi reconhecido e ver que fez a coisa seguindo o caminho certo. Espero participar de novos concursos, apresentar novas propostas e sair vencedor como saí desse", conclui, confiante.

Um dos orientadores do aluno vencedor, France Arnaut, professor de design, acredita que a premiação é resultado do desempenho e empenho em fortalecer a cultura da inovação e empreendedorismo no IFBA, campus Santo Antônio de Jesus. "Entendo que transformar tecnologia em negócio é muito importante, principalmente no momento político em que estamos vivendo. Também, entendo que dedicação, qualidade, compromisso acadêmico e, principalmente, pesquisa ajudam a transformar conhecimento em benefício para a sociedade".

Renata Souza, professora de computação do campus, também orientou Vítor no desenvolvimento da proposta e credita o sucesso do projeto ao empenho, iniciativa e capacidade técnica do aluno.

Caribé.jpg
Henrique Caribé idealizador do Concurso: Uma ideia na cabeça, uma inovação na mão

Segundo Henrique Caribé, chefe do Departamento de Inovação e responsável pelo Concurso, a motivação dessa iniciativa veio da análise do nível de produção tecnológica com conteúdo inovador na instituição. "Desde 2010, nossos índices de produção efetivamente tecnológica tem sido muitíssimo baixos, ao contrário da produção acadêmica. Isso decorre de uma cultura para inovação também baixa, e de divulgações que dependiam muito de iniciativas pessoais. Os resultados das primeiras edições foram considerados ruins. Este ano, os índices de participação melhoraram, em virtude da adoção, embora ainda tímida, de técnicas de divulgação digital", explica.

O concurso tem o objetivo de estimular a cultura para inovação e fomentar o desenvolvimento de tecnologias. São analisadas propostas que apresentem potencial para solucionar problemas, introduzindo novidades ou aperfeiçoamentos no ambiente acadêmico, administrativo, social e produtivo que resultem em produtos, processos ou serviços que tragam melhorias para a sociedade. Podem concorrer estudantes e servidores do IFBA. Nesta oitava edição, foram inscritas 133 propostas, sendo 39 finalistas. Foram pagos R$ 29.000,00, em prêmios.

Assista o vídeo de divulgação do aplicativo

(Crédito das fotos: Késsia Campos)