Você está aqui: Página Inicial > Campus Salvador > Comunicação > Notícias > 2020 > IFBA conquista certificado de registro de sistema desenvolvido por estudante e docentes
conteúdo

IFBA conquista certificado de registro de sistema desenvolvido por estudante e docentes

por Henrique Soares publicado: 06/10/2020 14h39, última modificação: 16/10/2020 01h15

O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) alcançou no último dia 22 de setembro, certificado de registro do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) de um programa desenvolvido no campus Salvador. Trata-se do "Sistema WEB para cadastro, acompanhamento e controle de pacientes com câncer", que foi criado pelo estudante Renan Queiroz durante seu trabalho de conclusão de curso na graduação em análise e desenvolvimento de sistemas, concluída em 2019.

Discente da pós-graduação lato sensu em Desenvolvimento de Aplicações e Games para Dispositivos Móveis, também no campus, Renan informa que o sistema foi criado como um prontuário eletrônico que pode ser utilizado para melhorar os cuidados com os pacientes em instituições de saúde.

Entre as funcionalidades do novo programa, o discente lembra que ele é capaz de rastrear pacientes idosos com indicadores de maior fragilidade. “Caso seja classificado como frágil usando as ferramentas do prontuário eletrônico, as equipes de enfermagem e de geriatria podem ficar cientes de quais são os pacientes que se enquadram no grupo alvo de trabalho”, explica.

Ele destaca que o software permite que profissionais de saúde e gestores tenham acesso a informações dos pacientes de forma rápida, segura e em tempo real. “Além disso, todos os profissionais terão acesso paralelo, não precisando esperar terminar um procedimento ou atendimento de outro profissional para atender o enfermo. Enfim, o sistema pode ser utilizado em hospitais e institutos que visam melhorar a qualidade e aumentar a agilidade dos atendimentos a seus pacientes, a qual pode ser utilizado através de dispositivos desktop e/ou por smartphones”, detalha.

O software foi cedido ao Núcleo Assistencial para Pessoas com Câncer (Naspec), que “se interessou em adotar o sistema devido ao seu custo/benefício que é indiscutível. O custo é apenas na aquisição de um domínio para a hospedagem do sistema.”

Renan conta que o desenvolvimento ocorreu em seis meses e que, nesse período, produziu um pouco todos os dias, dedicando entre duas e três horas por dia para concluí-lo. Ele contou com a orientação do professor Luiz Machado e com o auxílio dos também professores Antônio Carlos Souza e Romilson Sampaio.

 Certificado de Registro de Programa de Computador

registrado em: , ,