Você está aqui: Página Inicial > Campus Salvador > Comunicação > Notícias > 2019 > Torneio Intercurso de Basquetebol movimenta o campus Salvador
conteúdo

Torneio Intercurso de Basquetebol movimenta o campus Salvador

por Jamile Teixeira publicado: 02/12/2019 21h17, última modificação: 03/12/2019 15h15

Esta é a última semana do Torneio Intercurso de Basquetebol que começou no mês de novembro no ginásio de esportes do Instituto Federal da Bahia (IFBA), campus Salvador. Participam dos jogos, estudantes dos cursos técnicos na forma integrada. A comunidade interna, ou seja, professores, técnicos administrativos, estudantes e colaboradores podem assistir às competições que acontecem na terça (3) e quinta-feira (5), das 12h20 às 13h20.

Quem já fez uma bela cesta na edição 2019 foram os estudantes que organizaram o torneio. A professora Marcela Freitas conta como aconteceu: “Esse torneio interno já existiu há alguns anos. Começou com a professora Claudete [Blatt], que hoje está aposentada. Eu assumi o basquete há algum tempo, mas, por problema de saúde, este ano os meninos [estudantes] ficaram sem nenhum professor na modalidade [basquete]. A partir daí, surgiu a iniciativa deles de elaborar e construir esse projeto: o Torneio Intercurso de Basquetebol. Com meu retorno, eles me comunicaram. A organização já estava quase toda planejada por eles. Então, o objetivo dos alunos era não deixar, nesse período, o basquete morrer. Os alunos elaboraram o projeto, conversaram comigo e hoje eu estou com eles na organização”, explica a professora de educação física.

Caio Matos, um dos estudantes que está coordenando a atividade esportiva, esclarece que “não tinha consciência de como organizar direito o torneio. Começamos a administrar e a professora Marcela chegou e ajudou a arrumar a casa. Está sendo uma experiência ótima”, confessa.

Davi Santos cursa mecânica e relata como foi no início: “A gente queria voltar a prática [do basquetebol] para mostrar ao Instituto a modalidade que não é muito vista aqui dentro. Eu e alguns alunos, que tínhamos mais experiência no time, fizemos uma comissão, estabelecemos as regras, publicamos sobre o torneio, conversamos com os professores sobre os horários. Ainda estava um pouco difícil, mas quando a professora Marcela voltou, o trabalho foi mais rápido, mais fácil para a organização”. Davi SantosDavi começou a jogar a modalidade esportiva no IFBA. “No [Ensino] Fundamental eu gostava da prática, mas não tinha treino. Quando entrei aqui, eu comecei a entender o jogo, a acompanhar mais o esporte, que é um esporte que eu amo muito. O basquete é a coisa mais importante pra mim nesse Instituto. O basquete é o que me mantêm focado nos meus objetivos diários e na vida. Eu fico mais focado porque eu sei que preciso estudar, preciso passar, preciso aprender pra continuar jogando, continuar praticando algo que eu amo, algo que mudou minha vida” garante o aluno que também integra o grupo que organiza os jogos.

Marcela aponta os benefícios da prática do basquete: “a gente sabe que tem vários benefícios. Não só na parte física, mas benefícios emocionais, psicológicos, melhoria no rendimento escolar. Hoje tem estudos que comprovam isso. A gente percebe essa evolução depois que eles entram no basquete, nos depoimentos dos alunos, no boletim escolar. A gente faz esse acompanhamento. Em nível de socialização, de integração, de benefícios pra saúde, nós observamos a melhoria considerável nesses alunos que praticam o basquetebol. Então, o torneio não é só a competição pela competição. O torneio é mais além da vitória e da derrota. É um aprendizado, em conjunto, que os estudantes ganham de qualidade de vida", finaliza a docente.

O torneio conta com o apoio do Departamento Acadêmico de Educação Física. Conta, ainda, com a participação intensa dos estudantes que jogam e do público que vem acompanhar as partidas.