Você está aqui: Página Inicial > Polo de Inovação Salvador > Polo recebe visita de estudantes do campus Seabra
conteúdo

Polo recebe visita de estudantes do campus Seabra

publicado: 20/12/2019 15h04, última modificação: 20/12/2019 15h04

Estudantes do Curso Técnico Integrado de Informática do campus Seabra, acompanhados por dois de seus professores, visitaram o Polo de Inovação Salvador (PIS) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), na manhã dessa quinta-feira (19).

visita_seabra2

O objetivo da visita foi despertar o interesse dos estudantes pela pesquisa e a percepção de que o Polo é uma possibilidade real de aplicar seus conhecimentos de forma prática. A apresentação do PIS foi realizada pelo engenheiro mecatrônico Ruy Câmara Brandão e pela enfermeira Géssica da Silva Sousa, ambos mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas e Produtos (PPGESP) do IFBA. Segundo Brandão, esse interesse acontece porque os estudantes terminam visualizando seus estudos e pesquisas não só como um estudo teórico, mas como algo útil para a sociedade. “As pessoas acreditam que tudo tem que ir para fora, pois, não sabem que a gente tem essa tecnologia aqui. E os estudantes ficam encantados porque nunca viram nada assim, não sabem que existem pesquisas aplicadas desse porte”, disse ainda o engenheiro.  

Para a estudante Ana Luísa dos Santos Carregosa, a visita foi muito importante pois, por não estudar na capital do Estado, geralmente, não se encontra esse tipo de estrutura. “E eu gosto muito dessa área e quando eu vi essa estrutura, fiquei apaixonada. Vi que é possível ir além, conseguir aplicar o conhecimento teórico à prática e de forma combinada, com interdisciplinaridade”, declarou a estudante.

A iniciativa de trazer os estudantes ao Polo partiu dos professores Jeovângela de Matos Rosa Ribeiro e Rui Santos Caribé Júnior. Os professores acreditam que a visita técnica é um momento de sair dos “muros da escola” e de conhecer um pouco a prática. “É importante ver que o IFBA não tem só a pesquisa, mas também a inovação”, disse Jeovângela.  “A gente começa a entender que o IFBA é uma referência nacional e isso faz os olhos dos estudantes brilharem na expectativa de poder desenvolver algo, que tem retorno na sociedade, ganhar com isso e receber apoio enquanto pesquisador. E, por fim, entender o que o IFBA faz e como pode contribuir na formação dos estudantes” finalizou a professora.

 

                                                                                                                                    Comunicação Polo de Inovação Salvador