Você está aqui: Página Inicial > Campus Paulo Afonso > Informes > Notícias > Notícias 2021 > Aluna do IFBA Paulo Afonso é medalhista da 1ª Olimpíada Feminina de Matemática
conteúdo

Aluna do IFBA Paulo Afonso é medalhista da 1ª Olimpíada Feminina de Matemática

publicado: 09/09/2021 20h23, última modificação: 09/09/2021 20h23

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia - IFBA Campus Paulo Afonso, parabeniza a aluna Letícia Silva Oliveira Matos, medalhista de prata da 1ª Olimpíada Feminina de Matemática do Estado da Bahia (OFMEBA).

A competição envolveu estudantes do gênero feminino do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e do ensino médio de escolas públicas municipais, estaduais, federais e escolas privadas da Bahia. A aluna concorreu na categoria ensino médio com outras escolas da rede federal e obteve o segundo lugar, conquistando a medalha de prata. Os professores Elton Jones, Fabio Cruz e Esdriane Viana, organizadores da Olimpíada no Campus Paulo Afonso, ficaram muito contentes com o resultado alcançado por Letícia.

De acordo com o regulamento, a cerimônia de premiação de estudantes, professores de matemática e escolas das estudantes medalhistas está prevista para ocorrer de forma online no dia 19 de setembro, a partir das 14h, no canal da TV IFBA no YouTube.

OFMEBA RESULTADO 2021 OFICIAL (Campus Paulo Afonso - pag.7)

Sobre a OFMEBA

A 1ª Olimpíada Feminina de Matemática do Estado da Bahia - OFMEBA é uma ação exclusivamente cultural e recreativa, cuja participação se faz de maneira voluntária e desvinculada à aquisição de qualquer bem, serviço ou direito. A Olimpíada foi organizada pelo IFBA Campus Salvador com o apoio da Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e da Associação Olimpíada Brasileira de Matemática (AOBM), promovida com recursos oriundos da Chamada para Competições Regionais de Matemática, vinculadas à Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) de 2021. A Olimpíada é dirigida às alunas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e às alunas do Ensino Médio, inclusive, as da modalidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA), de escolas públicas municipais, estaduais, federais e escolas privadas do território baiano.