Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2022 > Audiência pública: Comunidade de Itatim apresenta demandas de cursos para CTR a dirigentes do IFBA
conteúdo

Audiência pública: Comunidade de Itatim apresenta demandas de cursos para CTR a dirigentes do IFBA

Expectativa é que atividades tenham início em 2022 no Centro Tecnológico de Referência, que vai beneficiar estudantes de 13 cidades da região.
publicado: 11/01/2022 16h17, última modificação: 11/01/2022 17h02

Por Maria Gabriela Vidal *

Avaliação das necessidades da comunidade, discussão de ideias e uma boa dose de otimismo sobre o futuro marcaram a atmosfera da audiência pública realizada na última sexta-feira (7), em Itatim, no centro-norte da Bahia. Realizado no novo Centro Administrativo da Prefeitura, o evento durou pouco mais de duas horas e reuniu cerca de 100 pessoas. Estiveram presentes dirigentes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), autoridades municipais, representações sindicais - a exemplo do Sindicato dos Trabalhadores da Educação da Bahia (APLB), Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindserv) -, além de associações de trabalhadores rurais e quilombolas e da ampla participação dos residentes da cidade, que aguardam ansiosos pela inauguração do Centro Tecnológico de Referência (CTR) Itatim do IFBA. 

O encontro, cuja abertura contou com uma apresentação cultural de roda de samba, foi essencial para que a população itatinhense pudesse registrar as principais demandas em relação ao funcionamento da nova unidade e aos cursos a serem ofertados no CTR. A unidade educacional deve beneficiar, inicialmente, 400 estudantes das cidades que integram o Território do Piemonte do Paraguaçu (Boa Vista do Tupim, Iaçú, Ibiquera, Itaberaba, Itatim, Lajedinho, Macajuba, Mundo Novo, Piritiba, Rafael Jambeiro, Ruy Barbosa, Santa Terezinha e Tapiramutá) que, juntas, contam com mais de 260 mil habitantes. 

Fotos: Maria Gabriela Vidal

Na composição da Mesa, além da reitora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), Luzia Mota, estavam a secretária de Educação de Itatim, Jumara Bonfim, a controladora interna do município Vivianna Brito [que representou a prefeita Daiane Silva dos Anjos], Verônica Mota, secretária da Assistência Social, Gessiane Souza, secretária de Contratos e Prestação de Contas e Amalia Prazeres, diretora de Obras e Infraestrutura. Também integraram a mesa os pró-reitores que compuseram a comitiva do IFBA - Indaiara Silva (pró-reitora de Ensino em exercício), Nívea de Santana Cerqueira (Extensão), Jálvaro Santana da Hora (pró-reitor de Desenvolvimento Institucional em exercício), André Martins (pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação em exercício) -, além da diretora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, Marcilene Garcia de Souza, da chefe de Gabinete da Reitoria, Elis Lopes, do professor Joilson Cruz e do diretor geral do campus Santo Antônio de Jesus, Lúcio Mauro Borges.

Reitora do IFBA, Luzia Mota

“Esse momento para o nosso município é um momento ímpar. Essa audiência pública é para tornar possível e dizer para vocês: ‘O IFBA existe, o CTR de Itatim existe e agora mais do que nunca está próximo de funcionar’”, afirmou a secretária de Educação de Itatim, Jumara Bonfim, logo após saudar os presentes. A gestora destacou o empenho da antiga e da nova gestão municipal em colocar a unidade em funcionamento. “O nosso gestor anterior era um visionário, ele almejou o IFBA para o nosso município. O prédio estava sendo construído há dois anos e tinha que acontecer na hora certa. Itatim conta com uma gestão que está cheia de vontade de fazer tudo acontecer. Nossos jovens merecem, nossa cidade merece o que o IFBA está trazendo para nós”, disse. 

 A reitora do IFBA, Luzia Mota, fez um convite à população: “Vocês conhecem o CTR de Itatim? Se não conhecem, convido vocês a irem lá fazer uma visita. É um espaço pequeno, mas a gente começa pequeno para se tornar grande”. A reitora ressaltou a importância da audiência, “uma oportunidade para nós ouvirmos vocês, que conhecem a realidade de Itatim e que sabem exatamente o que nós, do IFBA, podemos trazer de retorno para a cidade”. Luzia Mota ponderou sobre o cenário de crise na educação brasileira e destacou a necessidade de olhar para este cenário com realismo. “Nós vivemos no Brasil, um país em que a educação não tem sido privilegiada. Não podemos vir aqui e dizer a vocês que vamos trazer uma realidade diferente daquela atravessada pelo país. Faço essa fala para que possamos construir juntos, com toda a sociedade e o poder público. O importante é que há um equipamento que não pode mais ficar de portas fechadas”, declarou.                                                                                               

CTR: GESTÃO, CURSOS E FUNCIONAMENTO

Diretor do Campus SAJ, Lúcio Borges

O CRT de Itatim estará diretamente ligado ao Campus do IFBA em Santo Antônio de Jesus, cujo diretor geral é o professor Lúcio Mauro Souza Borges, que também participou da audiência pública. Na ocasião, o gestor reafirmou o compromisso no apoio e cooperação ao CTR de Itatim. “Será a equipe administrativa do campus SAJ que fará o suporte ao CTR. Já pudemos realizar a compra dos aparelhos dos laboratórios e do mobiliário do Centro por meio do setor de compras do nosso campus e deslocamos estes artigos para cá. É esse apoio que já temos feito e iremos continuar fazendo em prol do CTR de Itatim”, relatou Lúcio Borges. 

Uma série de perguntas da comunidade foi feita aos dirigentes do IFBA. Como questionamento norteador da audiência, a escolha pelos cursos a serem implementados na unidade motivou um intenso debate acerca dos potenciais e vocações socioeconômicas da cidade e dos aspectos a serem conquistados por meio da oferta de qualificação profissional. 

“Nesse momento o que temos de concreto é ofertar ainda este ano, pelo segundo semestre, cursos de Formação Inicial Continuada [Cursos FIC] em áreas que sejam vocacionadas da região, a exemplo da área de serviços”, afirmou a reitora Luzia Mota. O diretor do Campus SAJ, Lúcio Mauro Borges, falou sobre a intenção de levar a informática para dentro do CTR de Itatim. “Temos o curso subsequente, que talvez tenha uma maior aderência no CTR, que é destinado ao aluno oriundo do Ensino Médio. Inicialmente, de maneira mais imediata, temos o interesse de ofertar o curso de Informática na modalidade subsequente para Itatim, caso seja de interesse da comunidade”, destacou Lúcio, ao salientar a prevalência de cursos relacionados à tecnologia no campus de Santo Antônio de Jesus.

INVESTIMENTO E ESTRUTURA

 A reitora Luzia Mota explicou como funciona a destinação de verbas para a manutenção de um CTR. “O recurso que mantém um CTR não é diretamente oriundo do governo federal. O que há é um repasse da verba destinada ao IFBA para esses centros. Nós tiramos um pouco do que nos é dado, que já tem sido duramente diminuído, e assim podemos viabilizar a manutenção do CRT”. 

 O investimento já realizado no CTR Itatim é da ordem de R$ 1,4 milhão. Os recursos foram destinados à construção da unidade, composta por quatro salas de aula e seis laboratórios. Os recursos foram viabilizados através de articulação do IFBA junto à bancada baiana na Câmara Federal, que assegurou, em 2018, subsídios para a expansão do IFBA.

 ESPERANÇA DE NOVAS OPORTUNIDADES

Evangivaldo Santana, lavrador, sobre o CTR de Itatim: Oxe, com certeza! Vai ser um diferencial grande na vida dos meus filhos e dos filhos de municípios vizinhos.

Ao fundo do auditório, mas também à frente da área de educação, a professora Lia Correia, que leciona em uma creche da cidade, falou com otimismo sobre a chegada do CTR. “Acredito que vai ser uma distribuição de novos conhecimentos e as pessoas poderão desfrutar desse novo espaço. É chegado o tempo de novas oportunidades. Nossas crianças precisam de algo que as leve para a escola, ao aprendizado, a uma profissão. Algo que as leve para o futuro”, declarou a docente.

Assim como Lia, o lavrador Evangivaldo Santana, popularmente conhecido na cidade por ‘Servino’, completou 54 anos no mesmo dia da audiência. Esperançoso pelo funcionamento do CTR, ele acredita que realmente foi um dia de comemorações. “É uma iniciativa muito boa, estão de parabéns todos que estão contribuindo para esse sonho se tornar realidade. Isso vai evitar que nossos jovens precisem sair para outros municípios em busca de oportunidades”, relatou. Para ele, que é pai de cinco filhos, o futuro já se desenha diferente diante da possibilidade de estudar no IFBA. “‘Oxe’, com certeza! Vai ser um diferencial grande na vida dos meus filhos e dos filhos de municípios vizinhos”, disse. 

Ao término da audiência foi reservado um espaço para a entrega de uma simbólica lembrança da cidade de Itatim às(aos) dirigentes do IFBA, como também à professora Fernanda Figueiredo, secretária de Educação do município de Castro Alves e a professora Maiana Cruz, diretora pedagógica da cidade de Milagres. As(os) homenageadas(os) reiteraram o compromisso com o funcionamento do CTR em Itatim. 

* Sob supervisão da jornalista Bárbara Souza. 

Matérias relacionadas: 

IFBA realiza audiência pública para discutir início das atividades do CTR de Itatim

IFBA aposta no crescimento como estratégia de superação