Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2021 > Política e Plano Decenal de Arte e Cultura do IFBA serão apresentados em audiência pública no dia 17
conteúdo

Política e Plano Decenal de Arte e Cultura do IFBA serão apresentados em audiência pública no dia 17

O evento terá transmissão pela TV IFBA e contará com a participação da presidente da Comissão de Cultura da Câmara Federal, deputada Alice Portugal, e da reitora do IFBA, Luzia Mota. A versão preliminar dos documentos será apresentada na audiência, possibilitando que as comunidades interna e externa tirem dúvidas e façam sugestões.
por Bárbara Souza publicado: 14/06/2021 16h48, última modificação: 18/06/2021 21h16

Na próxima quinta-feira (17), às 18h30, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) realiza uma Audiência Pública Virtual durante a qual serão apresentadas as minutas da Política de Arte e Cultura e do Plano Decenal de Arte e Cultura do IFBA. A apresentação será feita pelo Departamento de Ações Culturais, Esporte e Lazer (Dacel), da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e pela Comissão Multicampi que participa da construção dos documentos.

A audiência será realizada em formato virtual com transmissão pelo canal da TV IFBA no Youtube pelo link https://youtu.be/1en2PiaYYMs e contará com a participação da reitora do IFBA, Luzia Mota, e da presidente da Comissão de Cultura da Câmara Federal, deputada Alice Portugal (foto), que integra a bancada baiana na casa legislativa

A Política de Arte e Cultura apresenta os fundamentos e a proposta de estrutura institucional que estará envolvida na sua implementação. Já o Plano Decenal de Arte e Cultura traça as diretrizes, objetivos e ações a serem desenvolvidas no prazo de dez anos para o desenvolvimento da pasta, por meio do Departamento de Ações Culturais e de Esporte e Lazer (Dacel).  São documentos norteadores que têm como objetivo garantir o fomento às ações de Arte e Cultura no âmbito do IFBA, de modo que tal fomento esteja alinhado com demandas da realidade do Instituto, contemple pesquisa e diálogo com a comunidade, além da formação de servidores(as) e estudantes que participarão da concepção e promoção destas ações. As minutas dos dois documentos estão disponíveis na página da Proex

(Foto: Richard Silva)
"A implementação da Política e do Plano Decenal de Arte e Cultura irá contribuir para a promoção da cultura em suas dimensões simbólica, cidadã e econômica, para a consolidação da política de Permanência e Êxito, contribuindo para a formação crítica por meio de ações extensionistas consistentes por meio de ações culturais desenvolvidas de forma sistematizada através de programas e projetos culturais", afirma texto da Comissão Multicampi.  A reitora do IFBA, Luzia Mota, ressalta a importância da participação da comunidade acadêmica na audiência pública da próxima quinta-feira. Ela qualifica como “de fundamental importância” as contribuições das comunidades interna e externa para o aprimoramento dos documentos e sublinha que a audiência será também uma oportunidade para tirar dúvidas e fazer proposições. “Contamos com a presença de nossas e nossos estudantes, docentes, técnicas e técnicos administrativos, terceirizadas e terceirizados, assim como da comunidade externa, à qual também os programas e ações culturais do IFBA são dirigidos”.

 "MARCOS PARA A POLÍTICA CULTURAL DO IFBA"

Na avaliação da chefe do Departamento de Ações Culturais, Esporte e Lazer, Soraia Brito, a Política e o Plano Decenal de Arte e Cultura são “marcos” para a política cultural do IFBA e a versão preliminar dos documentos é “fruto de um extenso processo colaborativo de pesquisa, diagnóstico e análise das demandas da instituição, em diálogo com os debates contemporâneos sobre a arte e a cultura”.   

De acordo com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2020-2024) do IFBA, as atividades extensionistas realizadas pela Pró-Reitoria de Extensão têm como um dos principais de pilares a implementação de projetos culturais, artísticos, científicos, tecnológicos e esportivos, por meio de “ações referentes a eventos técnicos, sociais, científicos, esportivos, artísticos e culturais” que favoreçam a participação “da comunidade externa e/ou externa”. 

A Política e o Plano Decenal serão submetidos ao Conselho Superior (Consup) do IFBA, instância máxima, consultiva e deliberativa, que analisará os documentos de acordo com ritos previstos em seu regimento e irá deliberar sobre eventuais ajustes necessários antes da aprovação final dos documentos pelo órgão colegiado.