Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2021 > IFBA lança Guia para promoção da acessibilidade e inclusão aos estudantes com deficiência e outras necessidades durante as Aenpe
conteúdo

IFBA lança Guia para promoção da acessibilidade e inclusão aos estudantes com deficiência e outras necessidades durante as Aenpe

O documento foi produzido por uma comissão multidisciplinar, com a participação dos campi.
por Iali Moradillo publicado: 16/09/2021 10h18, última modificação: 16/09/2021 10h18

Foi lançado no último mês de agosto,  o Guia Orientador aos docentes para promoção da acessibilidade e inclusão aos estudantes com deficiência e outras necessidades específicas durante as Atividades de Ensino Não Presenciais (Aenpe), material que pretende orientar os profissionais, através de recomendações de fluxos e procedimentos, considerando as leis específicas vigentes.GUIA.jpeg

Segundo a chefe da Coordenação de Inclusão e Acessibilidade, do Departamento de Assuntos Estudantis (Daes), vinculado à Diretoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis (DPAAE), Lívia Maria Reis Pereira, o guia nasce com o objetivo de “ofertar aos docentes um material que sirva de referência e consulta para a promoção de maior acessibilidade e inclusão dos estudantes com deficiência e outras necessidades específicas”, e sua produção surge da necessidade em atendar ao Art. 28. da Resolução 30, de 23 de dezembro de 2020, que instituiu as Aenpe.

O manual foi produzido por uma comissão, instituída pela, Portaria nº 461 de 29 de janeiro de 2021, formada por representantes dos Núcleos de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (Napnes) e das Coordenações de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (Capnes) dos campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA).

Embora o guia chegue em um momento que se discute o plano de retomada gradual das atividades presenciais, os docentes que trabalham com acessibilidade e inclusão aos estudantes com deficiência e outras necessidades nunca estiveram desamparados. Lívia lembra que os Napnes e Capnes sempre estiveram atuantes e disponíveis para orientar esses profissionais durante o período das atividades não-presenciais, além disso, ela esclareceu que o material ainda poderá ser utilizado por bastante tempo. “Acreditamos que ainda poderá ser utilizado por um bom período pois muitos estudantes com deficiência poderão optar por continuar com atividades não-presenciais no caso de retorno híbrido”, pontua.

A coordenadora ressalta a necessidade do conhecimento do Guia por todos os docentes do IFBA e reforçou a importância do material: “Gostaríamos que o guia fosse lido por todos os docentes da instituição. Foi um trabalho cuidadoso e sua validade não se esgotará quando do retorno às atividades presenciais. Mesmo com atividades presenciais, o docente poderá utilizar estratégias de ensino virtuais e será necessário manter a atenção para as particularidades desses estudantes.”, conclui.

 

 

registrado em: , , , ,