Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2021 > IFBA inicia Seminários dos Grupos de Pesquisa 2021
conteúdo

Notícias

IFBA inicia Seminários dos Grupos de Pesquisa 2021

O evento quinzenal apresenta um panorama das pesquisas realizadas no Instituto
por Janaina Marinho publicado: 21/05/2021 14h36, última modificação: 21/05/2021 14h36

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), por meio da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPGI), realiza a abertura do Seminário dos Grupos de Pesquisa 2021, na próxima quarta-feira, 26 de maio, às 15h, através  do canal da TV IFBA no YouTube. A mesa de abertura contará com a presença da reitora, Luzia Matos Mota, do pró-reitor da PRPGI, Ivanildo dos Santos, e do diretor executivo, também da PRPGI, André Rosa Martins, com a apresentação de dados e perspectivas da pesquisa institucional. Na sequência da abertura do evento, ás 16h, será realizada a apresentação do Grupo de Pesquisa, Estudos e Processos de Aprendizagem, Cognição e Interação Social (EsPACIS), com a palestra da professora Maria Raidalva Nery Barreto.

"O objetivo dos Seminários é promover que a pesquisa da instituição seja conhecida pela comunidade. Esse encontros têm servido de vitrine importante para grupos dos campi do interior, pois, em geral, tem menos visibilidade. É uma ação que oportuniza novas colaborações entre pesquisadores de diferentes campi", explica André Rosa Martins, diretor executivo da PRPGI.  Os Seminários dos Grupos de Pesquisa são uma atividade contínua. Cada live trará um grupo de pesquisa e ocorrerá quinzenalmente, sempre às quartas-feiras, às 16 h. Este será o primeiro encontro de 2021.


PROGRAMAÇÃO - Seminários - Grupos de Pesquisa do IFBA 2021

Plataforma
https://streamyard.com/

Transmissão
 TV IFBA 

26/05/2021

Grupo: Estudos e Processos de Aprendizagem, Cognição e Interação Social – EsPACIS - campus Camaçari

Palestrante: Maria Raidalva Nery Barreto

Resumo: O grupo intitulado “Estudos e Processos de Aprendizagem, Cognição e Interação Social”, realiza as seguintes atividades: ampliação o nível de reflexão e conhecimento dos membros do grupo, a partir de reuniões quinzenais para discussão de temas específicos; socialização do andamento das pesquisas de cada membro do grupo; apresentação  semestral do andamento das pesquisas dos estudantes vinculados ao grupo; orientação de estudantes; participação em Editais científicos e tecnológicos; formação, inicial e continuada,  de professores; produção de materiais didáticos; organização de eventos científicos e culturais e reuniões.

Área do conhecimento: Ciências Humanas

 

02/06/2021

Grupo: Diálogos em Línguas Adicionais e Tecnologias - DIALATEC – campus Valença

Palestrante: Diego Fernandes Coelho Nunes

Resumo: A apresentação do grupo DIALATEC tem como objetivo geral compartilhar com a comunidade científica interna o nosso percurso como docentes e discentes em línguas adicionais e as abordagens educacionais atuais por novas tecnologias, principalmente, no IFBA-Valença. Nosso trabalho motivou a criação do grupo de pesquisa e nos colocou frente ao dilema atual sobre o lugar e o uso do digital no nosso contexto de ensino de línguas. Sendo assim, nesta apresentação, pretendemos coconstruir entendimentos sobre o ensino de línguas adicionais permeado por tecnologias digitais no atual contexto de ensino remoto através de nossas próprias experiências docentes, na busca por sugestões e aberturas para novos olhares.

Área do conhecimento: Letras

 

09/06/2021

Grupo: Prática Educativas, Docência e Interculturalidade – campus Ilhéus

Palestrante: Graziela Ninck Dias Menezes

Resumo: A proposta deste seminário é apresentar o Grupo de Pesquisa Práticas Educativas, Docência e Interculturalidade discutindo como ele vem constituindo caminhos para a produção de pesquisas, estudos e ações de extensão que fortaleçam o processo formativo dos seus membros e produzam reflexões a partir das categorias centrais dos estudos do grupo voltados para o contexto do Ensino Médio Integrado. Apesar de ser um grupo recentemente criado, ele se constitui de pesquisadores que já atuavam na pesquisa em educação e em educação profissional ou que projetam seus interesses de investigação nessa área. Desse modo, trazemos para essa apresentação o panorama de produção de pesquisas concluídas, em andamento e emergentes que se revelam nas indagações dos estudos que estão sendo realizados, situando a importância do grupo de pesquisa no IFBA-Ilhéus como único grupo de pesquisa em educação certificado no campus.

Área do conhecimento: Educação

 

16/06/2021

Grupo: Linguagens, Culturas e Identidades – campus Feira de Santana

Palestrante: Juliana de Souza Gomes Nogueira

Resumo: O I Painel do Grupo de Pesquisa "Linguagens, Culturas e Identidades" tem como objetivo socializar as ações, reflexões e estudos que surgem das atividades de pesquisa desenvolvidas pelos membros do Grupo. Procura também divulgar os projetos, como forma de fomentar a discussão acerca da integração das atividades de ensino, pesquisa e extensão; bem como ampliar os espaços de diálogos entre docentes, técnicos e discentes dentro desses projetos. 

Área do conhecimento: Linguagens

 

23/06/2021

Grupo: Grupo de Pesquisa em Linguagens do IF Baiano e IFBA - GELIF – campus Vitória da Conquista

Palestrante: João Rodrigues Pinto

Resumo: Trata-se do relato da pesquisa de doutoramento (PUC-Minas), que investigou as metáforas conceptuais que transformam, discursivamente, fatos em “atos de guerra”, a partir dos pressupostos teóricos defendidos por Lakoff e Johnson. Trabalhamos a hipótese de que essas metáforas são usadas, cognitiva e linguísticamente, para justificar uma ação ou (re) ação, com implicações políticas e sociais. Para tanto, destacamos um evento que impactou a sociedade na década de 1990: o Massacre de Eldorado de Carajás de 17 de abril de 1996 ocorrido no interior do estado do Pará que resultou na morte de 19 trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Sem Terra - MST. A partir desse evento, investigamos como a conceptualização do Massacre de Eldorado dos Carajás como um “ato de guerra”, através de diferentes materializações no discurso, foi um importante instrumento no processo de justificativa das futuras ações do MST e do fortalecimento da sua imagem perante a sociedade brasileira. Este enquadramento, apoiado em metáforas conceptuais relacionadas à guerra, pode ser evidenciado nas falas dos representantes do MST e de seus militantes, relatadas na mídia nacional. Exploramos essas falas num corpus dividido em duas partes: a) artigos dos principais jornais que realizaram a cobertura do episódio em 1996; b) relatos do autor Eric Nepomuceno no livro “O massacre – Eldorado de Carajás: uma história de impunidade” (2007). De posse desse material, buscamos revelar as metáforas conceptuais, os cenários e os sistemas metafóricos que subjazem tais falas. O estudo mostrou como a metáfora desempenha um papel relevante na formação e difusão de ideologia tão vital para os movimentos sociais do campo, uma vez que ela legitima conceptual e linguisticamente, determinadas visões, ou enquadramentos, que vão ao encontro de interesses específicos.

Área do conhecimento: Linguística e Língua Portuguesa

 

30/06/2021

Grupo: Laboratório de Estudos Brasil Profundo – campus Salvador

Palestrante: Tiago Medeiros de Araújo

Resumo: O Seminário irá expor os resultados da pesquisa O Bolsonarismo e o Brasil Profundo: Uma Análise Sobre a Ascensão e a Permanência de um Fenômeno Sócio-Cultural e Político" que trata dos vínculos entre o fenômeno sócio-cultural e político amplamente denominado bolsonarismo e a noção de Brasil Profundo, que remete às práticas e representações de longa duração que constituem a experiência do povo brasileiro em sentido lato. O que se quer é tornar explícitos os elementos do bolsonarismo cujas raízes estendem-se muito além das ocorrências conjunturais em que ele se dá. Tais raízes são, propriamente, parte do conteúdo da formação social e histórica do Brasil Profundo, e envolvem fenômenos que a literatura descreve como autoritarismo, patrimonialismo, personalismo, entre outros. À luz dessa explanação será possível reconhecer as motivações para a ascensão e o para apoio permanente tanto às pautas bolsonaristas quanto à figura emblemática do presidente, o seu maior expoente.

Área do conhecimento: Sociologia

 

14/07/2021

Grupo: Grupo de Pesquisa em Resíduos Agrícolas e Meio Ambiente - GPRAMA – campus Simões Filho

Palestrante: Ricardo Guilherme Kuentzer

Resumo: "GPRAMA (Grupo de Pesquisa em Resíduos Agrícolas e Meio Ambiente) é um novo grupo de pesquisa focado na formação profissional, nas ações ambientais e experiências diretas para aproveitamento de resíduos agrícolas. Este Grupo de Pesquisa parte de um patamar avançado no debate acadêmico (nível Técnico e Superior) ao entrar em diálogo nas suas pesquisas sobre o aproveitamento dos Resíduos Agrícolas e suas ações de sustentabilidade, fortalecendo os aspectos que contribuam para o Meio Ambiente numa linguagem transversal. Na premissa das áreas de formação dos pesquisadores e dos cursos vigentes, os objetivos são: 

Desenvolver projetos nas áreas de Resíduos Agrícolas, Petróleo, Biodiesel, Materiais, Meio Ambiente e Educação Ambiental;

Captação de recursos em órgão de fomento como o CNPq e a FAPESB e demais agências financiadoras;

Formação de recursos humanos para desenvolvimento de pesquisa para o setor de Petróleo, Gás e Meio Ambiente.

Capacitação dos alunos envolvidos para o desenvolvimento de projetos e mão de obra especializada.

Contribuir para a conscientizarão da comunidade técnica e científica para a preservação ambiental e geração de resíduos através do desenvolvimento de projetos.

Área do conhecimento: Engenharia Química/Engenharia Mecânica/Engenharia Agrícola

 

11/08/2021
Grupo: Grupo de Estudo e Pesquisa em Linguagens e Educação – GELINE - campus Barreiras
Palestrantes:
Solange Salete Toccolini Zorzo / Tânia de Souza Lima / Atauan Soares de Queiroz / Erikson de Carvalho Martins / Raphaelle Nascimento Silva / Luzia da Silva Neta Novais / Sandra Samara Pires Farias / Débora de Jesus Conceição / Raimundo José Moreira de Sousa.
Resumo: O grupo GELINE busca, através de suas linhas de pesquisa, aprofundar as dimensões entre linguagens, educação, cultura e sociedade, bem como associar as mudanças e as diversidades linguísticas com as transformações sócio-históricas, políticas e culturais. Desta forma, o grupo pretende apresentar as atividades desenvolvidas pelo grupo em prol da construção de conhecimentos e saberes empreendidas junto aos alunos do campus de Barreiras.
Área do conhecimento: Letras – Linguagens

 

25/08/2021
Grupo: Grupo de pesquisa em Educação Científica e Tecnológica - PET Salvador – campus Salvador
Palestrantes: Eliana Alcantara Lisboa e Antonia do Socorro Freitas Chaves
Resumo: O grupo de pesquisa em Educação Científica e Tecnológica apresentarão neste seminário duas pesquisas. A primeira versa sobre o tema Dialogando sobre as características e as percepções dos/as professores/a partir dos dados da dissertação de Mestrado: Desvelando a permanência das/dos estudantes cotistas e/ou bolsistas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA)/ campus Salvador. Enquanto a segunda apresentará uma pesquisa sobre a verticalização do ensino através de ações dos Programas de Formação da Licenciatura em Física.
Área do conhecimento: Educação

08/09/2021

Grupo: Grupo Interdisciplinar em Tecnologias Inovadoras – GITI – campus Vitória da Conquista

Palestrante: Graça Bittencourt e Élvio Prado

Resumo: Capacidade Inovadora e Produção Científica: Compreender que a competitividade tende a ser mais delineada pela Capacidade Inovadora, do que pela sua produtividade, e identificar meios de divulgação de resultados para a produção científica como vantagem competitiva do mercado atual. Sequência de Apresentação:  1) Apresentação do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar – GITI. 2) Capacidade Inovadora. 3) Produção Científica. 4) Desenvolvimento da 1a. Revista Científica do IFBA- campus de Vitória da Conquista: Revista Interdisciplinar Científica Aimoré

Área do conhecimento: Interdisciplinar / Inovação


Matéria relacionada: 

Pesquisadores do IFBA apresentam seminários com transmissão pela internet