Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2021 > Estudantes e servidores do Campus Ilhéus participam da 2ª edição do Caminhos do IFBA
conteúdo

Estudantes e servidores do Campus Ilhéus participam da 2ª edição do Caminhos do IFBA

O Caminhos do IFBA visa aproximar a Reitoria da comunidade acadêmica, com a realização de visitas a todos os 22 campi.
por Bárbara Souza publicado: 20/05/2021 14h15, última modificação: 24/05/2021 18h30

O Campus Ilhéus foi o segundo destino do projeto Caminhos do IFBA, uma ação que visa aproximar a Reitoria da comunidade acadêmica dos 22 campi, com a realização de visitas às diversas unidades do Instituto. Em função do distanciamento social por causa da pandemia da Covid-19, as primeiras visitas estão sendo feitas em formato on-line.

Nesta quarta-feira (19), a comunidade do campus Ilhéus participou, em dois momentos, do diálogo com gestoras e gestores da Reitoria. Pela manhã, estudantes da unidade de ensino – entre eles representantes do Grêmio Estudantil – participaram do encontro que contou com a participação da reitora, Luzia Mota, do pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Ivanildo dos Santos, entre outros(as) gestores(as). À tarde, uma nova reunião foi realizada, dessa vez com servidoras(es) do campus. 

 “EVENTO NECESSÁRIO” E PLANOS FUTUROS 

“Acho o evento necessário pois como o campus Ilhéus é geograficamente afastado de Salvador, a gente tem uma certa distância da Reitoria e muitas vezes não conseguimos esclarecer nossas dúvidas ou levar nossas demandas”, afirma o estudante Marcos Pablo Santos de Lima (foto), do Grêmio Costa do Cacau, que participou do encontro desta quarta-feira (19).Na avaliação de Marcos, dos temas tratados na reunião online, um dos mais importantes foi “a intenção de abertura de concurso público para repor funcionários que faltam em todos os campi”.  O estudante declara que “Ilhéus atualmente está sem muitos profissionais importantes para o funcionamento adequado do campus”.

Estudante do 2º ano do curso Integrado Técnico em Edificações (ITE) e integrante do Grêmio Estudantil Costa do Cacau, chapa Nossa Voz, Maria Clara Sampaio, que também participou da edição do Caminhos do IFBA nesta quarta-feira (19), destaca como um dos pontos positivos do evento a apresentação, feita pela reitora, “dos dados sobre a infraestrutura do campus, os docentes, os TAE, a proporção de alunos/funcionários foram muito esclarecedores e importantes até para a percepção de para onde precisamos caminhar!”. Segundo ela, o espaço para perguntas e “e a clareza e transparência nas respostas” também foram momentos “bem importantes”.  O Campus de Ilhéus tem 1490 discentes, 57 docentes, 31 técnicos(as) e 23 terceirizados(as).

Maria Clara qualifica o evento do Caminhos do IFBA como “uma iniciativa muito bacana da Reitoria, tanto pelo diálogo com os campi quanto com os estudantes, e proporcionar essa conversa horizontal onde podemos levar demandas e esclarecer dúvidas é essencial para os alunos”. A discente diz que o campus Ilhéus “é meio isolado geograficamente da reitoria e de outros campi, se comparar com Salvador, por exemplo, que tem o Campus Salvador, Reitoria, Simões Filho, Lauro de Freitas e Camaçari”. Por isso, Maria Clara pondera que “acaba sendo bom também para vencer essa distância geográfica e estreitar os laços, trazendo a gestão mais para perto da gente e, quem sabe, outros campi também!”. Ela afirma que uma sugestão “que agregaria bastante [à pauta dos encontros com a comunidade dos campi] seria trazer também, além da situação atual, os planos futuros para o campus”.

 Além de Maria Clara (foto) e Marcos Pablo, participaram do encontro na manhã desta quarta-feira (19) as(os) estudantes Giulia Dalla Rosa, Samir Oliveira dos Santos, Ana Paula Viana Silva (líder da ITI-21), Beatriz Gabrielly Neres de Souza, Gustavo Diniz, Moises Sacramento Cardoso, Aécio Cezário Barreto dos Santos, Ana Júlia Santana dos Santos, Silvano Batista da Silva Neto, Jefferson da Silva Santos Filho, Sarah Freitas Melo, Matheus Carvalho Soledade e Samidy Reis Ribeiro, entre outros(as).  

Na abertura do encontro com estudantes do Campus Ilhéus, a reitora Luzia Mota mencionou o fato de que, antes de assumir o cargo ouviu uma queixa recorrente dos estudantes sobre a falta de interlocução com a Gestão do Instituto. “Teve estudante que disse que nunca tinha visto o reitor”, relatou Luzia Mota, ao ponderar que as dimensões da instituição e a capilaridade geográfica da sua estrutura multicampi tornam complexa a realização de uma interlocução mais frequente entre a Reitoria e os mais de 30 mil estudantes do IFBA. “Assumimos a gestão com esse compromisso de fazer diferente e criar canais e estratégias para intensificar os contatos e o diálogo com a comunidade de todos os 22 campi”, declarou. Luzia ressaltou que a intenção era fazer esses encontros de forma presencial. “Mas, veio a pandemia e os Caminhos do IFBA tiveram que se tornar caminhos virtuais, por enquanto”.

“Precisamos da voz dos estudantes. Quando tiverem qualquer dúvida, nos procurem. A qualquer momento que formos chamados, nós estaremos presentes”, afirmou a reitora. Luzia Mota enfatizou que esse diálogo e essa abertura são “fundamentais” para fortalecer “o que há de mais importante numa instituição” que tem a missão de formar pessoas: o fortalecimento das relações entre as pessoas, a consolidação de “relações democráticas e transparentes” que contribuam para o crescimento e a “transformação das pessoas e da nossa realidade”.

Os cortes no Orçamento do IFBA para 2021, os impactos da redução dos recursos no funcionamento do Instituto e na assistência estudantil, a importância da participação dos(as) discentes nos editais de atividades extensionistas e de pesquisa, a impossibilidade da retomada de atividades presenciais no cenário atual – de pandemia, falta de vacina contra a covid-19 e cortes de recursos financeiros –, e concurso públicos foram alguns dos temas tratados no encontro com a comunidade do Campus Ilhéus.

A chefe do Departamento de Cultura, Esporte e Lazer (Dacel), Soraia Brito , que representou a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) representou a Proex, ressaltou a importância da participação dos estudantes nos editais e enfatizou que a atividade extensionista é importante para a formação acadêmica e humana dos discentes. As atividades de extensão permitem “extrapolar os muros do IFBA, estar com a comunidade”, o que possibilita uma experiência importante para a consolidação da formação dos estudantes. “O tripé ensino-pesquisa-extensão é o tripé formativo fundamental para a qualidade da formação dos nossos estudantes”, disse Soraia Brito.

PRÓXIMOS PASSOS

A metodologia do projeto Caminhos do IFBA define sua execução em cinco etapas ou “passos” no percurso de diálogos e encontros entre Reitoria e os campi. Num primeiro passo, a Reitoria realiza um levantamento das pautas consideradas mais relevantes para cada campus, a partir da consulta às Direções Gerais e comunidades acadêmicas dos campi.  O objetivo dessa etapa é possibilitar a interlocução e reflexão om os dirigentes, as coordenações, os docentes, os técnicos(as)-administrativos(as) em Educação, terceirizados(as) e estudantes sobre essas pautas.

O segundo passo é visita efetiva aos campi por uma equipe da Reitoria, integrada pela reitora, Luzia Mota, e por um(a) gestor(a) de uma pró-reitoria e/ou de uma diretoria sistêmica, além de uma chefia de departamento. A composição do grupo de gestoras(es) que participará da visita ao campus será definida a partir das pautas elencadas nos levantamentos feitos previamente com os campi, detalha o texto do projeto Caminhos do IFBA.

RELATÓRIO E NOVA VISITA

Durante os encontros, a organização do Caminhos do IFBA produzirá um relatório e registrará o que ficou pactuado sobre deliberações e encaminhamentos definidos consensualmente como prioridade pela Reitoria e pela comunidade acadêmica do campus. Para assegurar o acompanhamento dos avanços de tais encaminhamentos será também elaborado um plano de ações com metas a serem atingidas.

O passo seguinte da implementação do Caminhos do IFBA é o monitoramento de cumprimento das ações por parte da Reitoria e dos campi. “Após 12 meses da visita realizada, novas visitas ocorrerão com o objetivo de obter uma prestação de contas do que foi alcançado e do que ficou pendente”, conforme descreve o projeto.

Confira o cronograma de todos os encontros do Caminhos do IFBA em 2021:

TERRITÓRIOS

CAMPUS

DATA PREVISTA*

CAMINHOS DO SUL

Ubaitaba

12/05/2021

Ilhéus

19/05/2021

Eunápolis

27/05/2021

Porto Seguro

02/06/2021

CAMINHOS DO SUDOESTE

Vitória da Conquista

12/06/2021

Jequié

16/06/2021

Brumado

07/07/2021

CAMINHOS DA CHAPADA

Jacobina

14/07/2021

Irecê

26/07/2021

Seabra

01/08/2021

CAMINHOS DO OESTE

Barreiras

09/08/2021

CAMINHOS DO SÃO FRANCISCO

Juazeiro

13/08/2021

Paulo Afonso

23/08/2021

Euclides da Cunha

30/08/2021

CAMINHOS DO RECÔNCAVO

Valença

13/09/2021

Santo Antônio de Jesus

17/09/2021

Feira de Santana

27/09/2021

CAMINHOS DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS

Santo Amaro

01/10/2021

Simões Filho

18/10/2021

Camaçari

11/2021

Lauro de Freitas

11/2021

CAPITAL

Salvador

11/2021

* As datas podem ser ajustadas conforme agenda da Reitoria ou calendário acadêmico dos campi.

Matéria relacionada:  Projeto Caminhos do IFBA começa nesta quarta (12) com o Campus Ubaitaba