Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2021 > Diretora e diretores gerais são empossados para gestão 2021-23
conteúdo

Diretora e diretores gerais são empossados para gestão 2021-23

Ato solene aconteceu na Reitoria, em Salvador, com transmissão pela TV IFBA. Tomaram posse a nova diretora geral do campus Euclides da Cunha e os novos DGs dos campi Feira de Santana, Lauro de Freitas, Santo Antônio de Jesus e do Campus Avançado de Ubaitaba, eleitos pela comunidade acadêmica em setembro deste ano.
publicado: 01/10/2021 13h39, última modificação: 18/10/2021 16h33

Por Maria Gabriela Vidal *

Edição: Luize Meirelles e Bárbara Souza
Fotos: André Almeida

Em cerimônia realizada na manhã da última terça-feira (28), cinco campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) tiveram oficialmente os seus novos diretores empossados para o biênio 2021-2023. O evento foi realizado na Reitoria do IFBA, em Salvador. Puderam participar de forma presencial do ato solene apenas aqueles que já concluíram o ciclo de imunização contra a covid-19, em cumprimento à determinação do Conselho Superior (Consup). A cerimônia foi transmitida simultaneamente pelo canal da TV IFBA, no YouTube, e contou com a participação remota de gestores e gestoras que não puderam estar presentes.

Os(as) novos(as) gestores(as) dos campi de Euclides da Cunha (Silvana Cristina Costa Correia), Feira de Santana (Luiz Gomes Forte Neto), Lauro de Freitas (Raimar Barbosa Santos), Santo Antônio de Jesus (Lúcio Mauro Souza Borges) e do Campus Avançado de Ubaitaba (Cleber Pereira dos Santos), eleitos(as) pelo voto da comunidade acadêmica em setembro deste ano, foram empossados e apresentados à comunidade interna e externa.

A reitora do IFBA, Luzia Mota (centro) com os(as) novos(as) DGs e o representante do Codir no ato solene, o diretor geral do campus Salvador, Ives Lima.

“Temos tarefas urgentes a serem feitas. Como prioridade, necessitamos cuidar dos nossos e das nossas estudantes. Nossos alunos têm fome: de comida e de futuro. O IFBA é uma Instituição que oferta educação pública e emancipadora para a população pobre do estado da Bahia. Não há como fugir desta realidade. Mais de 70% dos nossos estudantes sobrevivem com até 2,5 salários mínimos”, afirmou Luzia Mota, ao ressaltar que o desafio dos(as) gestores(as) é “gerir a educação em um território de cidadania usurpado de bens públicos pelo modelo econômico e social desigual, que é a realidade do nosso país”. A reitora sublinhou ainda a necessidade de, “no meio de toda essa insegurança, construir um porto seguro para meninos e meninas, jovens e adultos que estão sob a nossa responsabilidade”.

As diretoras gerais pro tempore, Viviane Moreira, Aline Quaresma, Madilene Gandarela Silveira, Carla Simone Barbosa de Jesus e Girlene Damasceno Dias – dos campi Euclides da Cunha, Feira de Santana, Lauro de Freitas, Santo Antônio de Jesus e Ubaitaba, respectivamente – estiveram presentes à cerimônia e foram homenageadas pela Reitoria. Antes da assinatura do termo de posse, a reitora Luzia Mota agradeceu enfaticamente pelo trabalho desempenhado e pela parceria das ex-diretoras e saudou os(as) novos(as) gestores (as).

Diretoras gerais e diretor geral pro tempore com a reitora do IFBA

 “Dirijo-me inicialmente às diretoras e diretores gerais pró-tempore que encerram hoje a missão que assumiram em janeiro de 2020. Entre incertezas, projetos, medos, apoios, vocês viveram uma experiência única. Vocês assumiram uma missão, dada por mim, no exercício do cargo de reitora, e confiaram que daria tudo certo. Vocês confiaram que seria por um período breve; que o trabalho a ser feito seria de fazer o trânsito para entregar o bastão para um diretor ou diretora eleita. Pois então, logo de início percebemos que não seria tão fácil! Que ser diretora e diretor geral não rima com calmaria, e que ser diretor geral pró-tempore é navegar no mar da intranquilidade. Entretanto, vocês foram serenos na adversidade”, pontuou a reitora Luzia Mota, que agradeceu pelo trabalho realizado.  “Vocês provaram a máxima de [Nelson] Mandela que nos diz que o medo não serve ao mundo. O IFBA tem orgulho de vocês! Nós temos orgulhos de vocês!”, concluiu a reitora, que fez uma menção especial in momoriam à professora fez Maria Pérpetua Carvalho da Silva, ex-diretora geral pro tempore do campus Lauro de Freitas, que faleceu em julho de 2021. “Nos faz uma falta enorme”.

 HUMANIZAÇÃO, RESPEITO À OPOSIÇÃO DE IDEIAS E “PAZ ENTRE NÓS”

Precisamos insistir em uma
comunicação sem violência, sem ironias, sem sujeitos ocultos. O mundo do trabalho não permite exercitarmos entre colegas tipos de comunicação que não sejam assertivas e cordiais. A verdade é que não precisamos nos machucar para nos dizer as verdades que precisamos ouvir”. 
"Já temos muitos desafios nesse lugar. Não cultivemos mais dificuldades do que já temos! As oposições têm  um “lugar especial” na vida democrática. Mas oposição não é gabinete de ódio. Não é triturador de reputações alheias e nem fábrica de fake news". 

Luzia Mota, reitora do IFBA

 Além da reitora do IFBA, Luzia Mota, e dos(as) novos(as) diretores(as), compuseram a Mesa do ato solene, a pró-reitora de Extensão, Nívea Cerqueira, a pró-reitora de Desenvolvimento Institucional e Infraestrutura, Juliana Mousinho, o pró-reitor de Administração e Planejamento, Marcelo Bispo, o pró-reitor de Ensino, Jancarlos Lapa, o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, Ivanildo dos Santos.

Também participaram da cerimônia a diretora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, Marcilene Garcia, o diretor de Gestão da Tecnologia da Informação, Márcio Melo, a diretora de Gestão da Comunicação Institucional, Laís Andrade, e o diretor de Gestão de Pessoas, Raul Queiroz, os dois últimos de forma remota. O diretor geral do campus Salvador, Ives Lima de Jesus, integrou a tribuna representando o Colégio de Dirigentes (Codir).

No seu pronunciamento, a reitora foi enfática ao afirmar que “a outra tarefa” prioritária dos e das gestoras(es) do Instituto é melhorar o convívio e pacificar as relações no IFBA. “Precisamos humanizar nossa convivência através de pactos, de acordos entre nós. Pactos que melhorem nossa governança, que ampliem a transparência dos nossos atos, que fortaleçam procedimentos e fluxos que tranquilizem nossos e nossas colegas sobre seus direitos e deveres. Precisamos insistir em uma comunicação sem violência, sem cinismos, sem ironias, sem sujeitos ocultos. O mundo do trabalho não permite exercitarmos entre colegas tipos de comunicação que não sejam assertivas e cordiais”, afirmou Luzia Mota, ao destacar que “a verdade é que não precisamos nos machucar para nos dizer as verdades que precisamos ouvir”.

A reitora do IFBA sublinhou que é possível ser firme nas posições sem ser ofensivo. “Já temos muitos desafios nesse lugar. Não cultivemos mais dificuldades do que já temos!”, disse, ao enfatizar a importância do respeito “às oposições” de ideia, que têm um “lugar especial” na vida democrática. “Mas oposição não é gabinete de ódio. Não é triturador de reputações alheias e nem fábrica de fake News”, disse Luzia Mota.

QUEM SÃO A NOVA E OS NOVOS DIRETORES GERAIS DOS CAMPI

 

Silvana Correia, diretora geral do Campus Euclides da Cunha
Nova diretora geral do campus Euclides da Cunha, Silvana Cristina Costa Correia é bacharel, licenciada, mestre e doutora em Geografia, pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Atualmente, é desenvolvedora do projeto de pesquisa “Tecnologias sociais hídricas de convivência com o semiárido: o caso dos povoados rurais de Euclides da Cunha-BA”, aprovado pelo edital nº 03/2021/PRPGI/IFBA. Durante o ato solene, a nova gestora destacou a importância de uma gestão participativa, democrática e inclusiva. “Esperamos contribuir com uma direção emancipada dos mecanismos de opressão e que prime por tratamentos igualitários, respeitando a saúde física e mental dos servidores e de toda a comunidade acadêmica”, afirma Silvana Correia.

 

Luiz Gomes Forte Neto, diretor geral do campus Feira de Santana

 

Novo diretor geral do campus Feira de Santana, Luiz Gomes Forte Neto é formado em administração de empresas pela FESPI (atual UESC- Universidade Estadual de Santa Cruz) e em processamento de dados pela Unifacs. Pós-graduado em redes de computadores pela Faculdade Rui Barbosa, lecionou como professor efetivo de informática do IFBA, em 2009, no campus Porto Seguro, sendo transferido, em 2012, para o campus Feira de Santana. De acordo com o novo gestor, o maior desafio será proporcionar um acolhimento efetivo aos alunos no pós-pandemia. “Através da assistência estudantil e dos programas de permanência e êxito, esperamos manter cada vez mais os alunos por meio do ensino e do convívio no campus. Sabemos que cada estudante tem atravessado dificuldades por causa da pandemia e a nossa prioridade é fazê-los se sentirem acolhidos novamente em nosso campus, declara Luiz Forte.

 

 

Raimar Barbosa Santos, diretor geral do campus Lauro de Freitas

 

Raimar Barbosa Santos, eleito para a direção geral do campus Lauro de Freitas, é ex-aluno da instituição, sendo formado em técnico em automação industrial pelo Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet-BA). No seu currículo, estão também a formação de engenheiro mecânico e o título de mestre em energia, ambos pela Unifacs. Para o novo gestor, o contexto atual envolve desafios ainda maiores aos gestores da instituição. “Atravessamos um momento de dificuldade por conta da escassez dos recursos federais, mas ainda assim acreditamos e confiamos na educação pública, gratuita e de qualidade. A nova gestão irá envidar esforços na formação dos nossos alunos e da comunidade como um todo”, afirma Raimar.

Novo diretor do campus Santo Antônio de Jesus, Lúcio Mauro Souza Borges

 

Novo diretor do campus Santo Antônio de Jesus, Lúcio Mauro Souza Borges é graduado em processamento de dados pela Unifacs e mestre em engenharia mecânica, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Há 17 anos, é professor de computação do IFBA. “A comunidade acadêmica pode esperar uma gestão pautada no diálogo e transparência. Nos próximos dois anos, iremos conclamar a comunidade para a discussão frente aos desafios que surgirem. Assumo a nova gestão em meio à futura retomada das atividades presenciais, tornando-se ainda mais necessária a participação de toda a comunidade”, ressalta Lúcio. 

 

 

 

 

Cleber Pereira dos Santos, diretor geral do Campus Avançado de Ubaitaba

 

À frente da Direção Geral do campus avançado Ubaitaba, Cleber Pereira dos Santos é mestre em ciência da computação, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), especialista em redes de computadores, pela Escola Superior do Brasil (Esab) e graduado em ciência da computação, pela Unifacs. Para o desafio que irá se iniciar, ratifica a importância do desenvolvimento de um projeto de gestão pautado no tema “Inovar para crescer”. “Vamos perseguir a qualidade, a excelência e a inovação. Tornarmo-nos uma referência na região tem se mostrado nosso objetivo maior. Não por preciosismo ou pura vaidade, mas por acreditar que, oferecendo uma educação pública, gratuita e de qualidade, daremos nossa contribuição ao desenvolvimento de Ubaitaba e região”, diz Cleber dos Santos.

* Maria Gabriela Vidal é estagiária de jornalismo da Dgcom, sob a supervisão da jornalista Bárbara Souza.