Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2021 > Comunidade do Campus Porto Seguro participa do projeto Caminhos do IFBA
conteúdo

Comunidade do Campus Porto Seguro participa do projeto Caminhos do IFBA

Servidores(as) e estudantes do campus participaram também de reunião com Comitê Local de Enfrentamento da Covid-19, que discutiu o plano de retomada das atividades acadêmicas presenciais, ainda sem previsão de data.
publicado: 25/06/2021 11h48, última modificação: 25/06/2021 13h46

 Por Bárbara Souza e Mayara Barbosa *

No início do mês, duas importantes reuniões foram realizadas, no formato on-line, com a comunidade do campus Porto Seguro.  No dia 8 de junho, servidores(as) e o Comitê Local de Enfrentamento da Covid-19 se reuniram, via RNP, para análise e contribuição da comunidade sobre o plano de retomada de aulas presenciais, ainda sem previsão de data, mas cuja implementação requer planejamento prévio e meticuloso. O encontro pôde ser acompanhado, através do canal da TV IFBA no Youtube, por estudantes e servidores(as). Os(as) discentes tiveram informações sobre o atual contexto institucional e puderam manifestar suas opiniões, dúvidas e solicitações, repassadas em tempo real ao Comitê e tornadas públicas no evento on-line, ampliando o debate e o alcance das mensagens e posicionamentos da comunidade estudantil.

No dia 9 pela manhã, os(as) estudantes do campus Porto Seguro participaram do Projeto Caminhos do IFBA, que proporcionou o diálogo aberto com a reitora do IFBA, Luzia Mota, e integrantes da Reitoria. No encontro, que teve início às 10h30 e foi encerrado às 13h, todos os pontos da pauta foram tratados. Os estudantes do ensino médio integrado e de cursos superiores participaram intensamente, apresentando solicitações, expressando seus desejos e suas preocupações.

O projeto Caminhos do IFBA é uma ação que visa aproximar a Reitoria da comunidade acadêmica dos 22 campi, com a realização de visitas às diversas unidades do Instituto. De natureza pedagógica e administrativa, as visitas da Reitoria aos campi têm como um dos propósitos estabelecer “um canal de diálogo e de escuta recíproco e relacionado às questões de governança institucional”, como descrito no texto do projeto desenvolvido pelo Gabinete da Reitoria.

Alunos(as) do ensino médio que estão na iminência da formatura, que têm natural ansiedade com a expectativa de ingressarem na universidade, manifestaram de forma enfática e incisiva sua preocupação com a impossibilidade de participarem de atividades presenciais – suspensas desde março de 2020 por conta da pandemia da covid-19 – a exemplo das práticas de laboratório.

 Na tarde do mesmo dia 9, foi a vez dos(as) servidores(as) do campus Porto Seguro dialogarem com a reitora Luzia Mota, trocando ideias e esclarecendo alguns pontos acerca da atual situação do instituto. A pauta da reunião, que teve início às 14h30 e durou cerca de três horas, contou com a apresentação de informações, pela Reitoria, sobre os cortes no orçamento do IFBA para 2021 e acerca do Plano institucional Permanência e Êxito dos estudantes.

AVALIAÇÃO DA COMUNIDADE DE PORTO SEGURO

Na avaliação de Marcio Rodrigues, pedagogo do campus Porto Seguro, o encontro foi “extremamente significativo” porque “trouxe um pouco da realidade da nossa instituição”. Segundo Marcio, entretanto, “o que nos afligiu foi saber do orçamento previsto para o corrente ano”. Marcio considera que “os cortes nos dão a dimensão da falta de compromisso do governo brasileiro com a educação”. Por outro lado, o pedagogo ressalta que a realização da reunião “denota a sensibilidade da gestão quanto aos servidores e estudantes que fazem parte do nosso campus” e demonstra “compromisso com a coisa pública” e o encontro foi “fundamental” para o estreitamento das distâncias, afinal estamos a mais de 700km de distância da Reitoria”.

Na opinião do pedagogo, “chamou atenção na fala dos servidores da reitoria, sobretudo, na da reitora Luzia” foi o Plano Institucional de Permanência e Êxito dos estudantes do IFBA. “O plano abarcará diversos setores do IFBA e demandará esforço acurado de todos os servidores, em especial das equipes multidisciplinares de cada campus para que se possa, efetivamente, manter todos os nossos estudantes matriculados e, sobretudo, com qualidade na aprendizagem e na formação humana integral”, conclui Marcio, ao reforçar sua “satisfação” com o encontro e “parabenizar” a Reitoria “pela assertividade do evento."

Laís Barbosa de Souza, estudante do 4º ano do curso Técnico Integrado em Alimentos do campus Porto Seguro, acredita que “o diálogo entre nós (alunos) e a Reitoria teve um impacto bastante significativo sobre o que queremos e precisamos nos próximos passos”. Laís afirma que as(os) gestoras(es) da Reitoria “escutaram” os estudantes e ressalta que os discentes esperam “que tenham de fato levado em consideração nossos questionamentos e sugestões."

O estudante Roberto Dean Santos de Souza (foto), do 3° ano do curso Técnico Integrado em Informática, disse que o evento foi “bem legal e visto como muito bom nesse momento de pandemia”. Roberto conta que fez indagações e falou sobre “a questão da saúde psicológica”, a necessidade de haver maior “aproximação do discente com a instituição”. O discente cita duas perguntas feitas pela reitora Luzia Mota durante o diálogo, uma indagação sobre “por que continuar no IFBA?” e outra sobre os motivos que poderiam levar um(a) discente a sair da instituição. “Eu falei que continuar no IFBA era uma nova perspectiva de vida, novos olhares, novos sonhos que são construídos e uma nova mudança na vida de muitos discentes”, conta Roberto, ao relatar que mencionou “a desmotivação, a questão das Aenpe, e outras variantes que vão se complicando ao longo do tempo” como motivações para um(a) estudante pensar em deixar a instituição.

“Achei de extrema importância a presença da Reitora junto aos estudantes, pois nesse momento têm aflorado muitas dúvidas, preocupações, insatisfações e demandas nos estudantes, em torno dos acontecimentos recentes advindos da pandemia”, declara Roberto Plácido Teixeira, estudante do último semestre da Licenciatura em Química do campus Porto Seguro. Ele qualifica como “muito corajosa e muito digna” a decisão da reitora “de se encontrar com as comunidades discentes, docentes e de servidores de nosso campus, não apenas, mas dos campi de toda a rede, neste momento em que certamente muitas visões diferentes se formaram, e se formam, em torno das dificuldades, pois algumas são resolvidas, mas outras surgem”. Roberto afirma que “o tempo passa rápido e a solução final dos problemas caminha devagar”, ao ponderar que a pandemia da covid-19 “continua sem previsão de fim eminente”.

O estudante se diz “satisfeito” com a reunião, na qual, segundo ele, estudantes, professores e servidores “nos movimentamos, absorvendo em algum momento as mensagens importantes das quais precisamos estar cientes: que não teremos atividades presenciais em 2021, mas como contingência causada pelo corte de verbas; ou que o Comitê Coronavírus local é, no momento, o canal adequado para apresentação de demandas e propostas; ou ainda que o Consup se reunirá em breve para votar as normativas para os próximos meses e que, se a comunidade deseja ver suas participações se efetivando, tem de seguir estes canais”. Roberto enfatiza o a importância da participação dos estudantes do ensino médio, “sempre muito aguerridos e muito elogiados em sua participação”, e diz esperar que reuniões dessa natureza se tornem “algo regular” porque “a cada encontro como esse, as pessoas se fortalecem para batalha que enfrentamos, e a construção do IFBA torna-se cada vez mais sólida”, conclui.

CAMINHOS DO IFBA: PRÓXIMOS PASSOS

O Campus Ubaitaba foi o primeiro a participar do projeto Caminhos do IFBA, no dia 12 de maio. Uma semana depois, foi a vez da comunidade do Campus Ilhéus participar, em dois momentos, do diálogo com gestoras e gestores da Reitoria. Pela manhã, estudantes da unidade de ensino – entre eles representantes do Grêmio Estudantil – participaram do encontro com a reitora, Luzia Mota, o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Ivanildo dos Santos, entre outros(as) dirigentes. À tarde, uma nova reunião foi realizada, dessa vez com servidoras(es) do campus. O terceiro destino do projeto foi o campus Porto Seguro, no início de junho.

De acordo com a metodologia definida no projeto, que utiliza critérios geográficos para agrupar os campi, a previsão é que o próximo a participar do Caminhos do IFBA seja o Campus Eunápolis, que integra os Caminhos do Sul, junto com os campi Ubaitaba, Ilhéus e Porto Seguro. Mas a agenda da próxima edição do projeto ainda será confirmada.

TERRITÓRIOS

CAMPUS

CAMINHOS DO SUL

Ubaitaba

Ilhéus

Eunápolis

Porto Seguro

CAMINHOS DO SUDOESTE

Vitória da Conquista

Jequié

Brumado

CAMINHOS DA CHAPADA

Jacobina

Irecê

Seabra

CAMINHOS DO OESTE

Barreiras

CAMINHOS DO SÃO FRANCISCO

Juazeiro

Paulo Afonso

Euclides da Cunha

CAMINHOS DO RECÔNCAVO

Valença

Santo Antônio de Jesus

Feira de Santana

CAMINHOS DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS

Santo Amaro

Simões Filho

Camaçari

Lauro de Freitas

CAPITAL

Salvador

 Durante os encontros, a organização do Caminhos do IFBA produz um relatório e registrará o que ficou pactuado sobre deliberações e encaminhamentos definidos consensualmente como prioridade pela Reitoria e pela comunidade acadêmica do campus. Para assegurar o acompanhamento dos avanços de tais encaminhamentos será também elaborado um plano de ações com metas a serem atingidas.

O passo seguinte da implementação do Caminhos do IFBA é o monitoramento de cumprimento das ações por parte da Reitoria e dos campi. “Após 12 meses da visita realizada, novas visitas ocorrerão com o objetivo de obter uma prestação de contas do que foi alcançado e do que ficou pendente”, conforme descreve o projeto.

* Mayara Barbosa é comunicadora do Campus Porto Seguro .