Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Professor do IFBA coleciona prêmios por obras literárias sobre a cultura indígena
conteúdo

Notícias

Professor do IFBA coleciona prêmios por obras literárias sobre a cultura indígena

publicado: 17/02/2020 19h05, última modificação: 18/02/2020 14h38

Uma antologia de literatura indígena nós.jpg
Ilustração - Nós: Uma Antologia de Literatura Indígena

As obras “Projetos e presepadas de um curumim na Amazônia” e “Nós – Uma Antologia de Literatura Indígena” proporcionaram dois prêmios, no ano de 2019, ao professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), Edson Brito, vulgo Edson Kayapó. As premiações ocorreram pela Cátedra de Leitura, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que, anualmente, lança produções proeminentes na Literatura Infantil e Juvenil do país. Agora, as publicações integram o acervo dos "1001 livros que todos deveriam poder ler".

Além do prêmio, “Nós”, que faz parte de uma coletânea de textos e histórias originárias de autores indígenas de diversos povos, lançada pela Editora Companhia das Letras, possibilitou ao professor do campus Porto Seguro, a indicação, pela Fundação Nacional de Literatura Infantil e Juvenil (FNLIJ) para participar do catálogo da Feira Internacional de Literatura de Bologna, que acontecerá, na Itália, entre os dias 30 de março e 2 de abril.

Projetos e Presepadas de um curumim na Amazônia.jpg
Ilustração - Projetos e Presepadas

Já em 2010, Kayapó recebeu um prêmio da FNLIJ por “Projetos e presepadas”, livro que tem forte ligação com a história de vida do professor e historiador. “Sou indígena, nascido no Amapá, filho de pai kayapó e mãe marajoara. Vivi parte da minha infância na Floresta Amazônica e, aos 11 anos, fui levado por missionários para viver em um colégio interno, na cidade de Altamira (PA), construindo, a partir das minhas vivências, o livro Projetos e Presepadas de um Curumim na Amazônia, lançado pela Editora Positivo”, pontua.

Kayapó é professor do IFBA há 9 anos e no seu doutorado abordou a educação indígena diferenciada. Atualmente, ministra aulas no curso de Licenciatura Intercultural Indígena (Linter), em regime de alternância, com parte delas no campus e outra parte nas aldeias. Tem atuado na coordenação de programas institucionais, como o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID - Diversidade) e o Programa Saberes Indígenas na Escola, do Ministério da Educação (MEC), que promove a formação continuada de professores indígenas no estado da Bahia.

As publicações premiadas, classificadas como paradidáticas, são destinadas a todos os públicos, com enfoque em jovens e adolescentes, e estão em concordância com a lei 11.645/08, que trata da obrigatoriedade dos estudos da história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas. Em breve, serão disponibilizados exemplares na biblioteca do campus Porto Seguro. Os interessados em adquirir as publicações, podem encontrá-las em livrarias e lojas de departamento.

Para o professor, “o trabalho desenvolvido é de natureza educativa, tanto com relação à temática indígena quanto com a temática ambiental. Os diálogos trazem informações e esclarecimentos sobre as relações étnicas, interétnica e educação sócio-ambiental, temas vinculados aos temas transversais dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) e à Lei 11.645/08. Problematiza o preconceito, o racismo institucional e valoriza a diversidade étnica presente no território brasileiro”, afirma. 


Obras

Título: Projetos e presepadas de um curumim na Amazônia

Editora: Editora Positivo

Autor: Edson Kayapó

Ilustrador: Mauricio Negro


Título: Nós - Uma Antologia de Literatura Indígena

Editora: Companhia das Letras

Autor: Edson Kayapó

Organização e ilustração: Maurício Negro

  

Por Sílvia Dias* - Estagiária sob a supervisão da jornalista Helen Sampaio