Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > IFBA estabelece fluxo processual para remoção e redistribuição
conteúdo

IFBA estabelece fluxo processual para remoção e redistribuição

por Iali Moradillo publicado: 02/10/2020 17h24, última modificação: 08/10/2020 20h57

Foi publicada ontem, dia 1º de outubro, a análise de movimentação de pessoal, que estabelece o fluxo processual de remoção e redistribuição no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA). O documento foi elaborado a partir do relatório final da Comissão de Redistribuição e Remoção e das contribuições dos membros do Colégio de Dirigentes.

Agora, os processos de remoção passam a seguir fluxo contínuo e se darão a partir de cadastro no Sistema Unificado de Administração Pública (Suap), enquanto os pedidos de redistribuição passam a compor um banco de dados administrado pela Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP). Esse banco de dados será de livre acesso aos campi, que poderão selecionar os profissionais a serem redistribuídos, conforme sua demanda e de acordo com a análise dos perfis profissionais cadastrados.

O diretor de Gestão de Pessoas, Raul Queiroz, explicou que, até então, pelo fato de o Instituto não ter um fluxo estabelecido, muitos processos de remoção e de redistribuição similares tramitavam por setores diferentes. Com a publicação dos fluxos, o IFBA passa a estabelecer uma maneira padronizada para receber, tratar e tramitar os pedidos de movimentação de pessoal por iniciativa dos servidores.

“Esses documentos são importantes para guiar os procedimentos internos dos diferentes setores do IFBA sobre como os pedidos de movimentação de pessoal ocorrerão daqui para frente. Eles também servirão como ferramenta de publicidade para todos os servidores interessados em serem removidos ou redistribuídos pelo IFBA, divulgando como fazer seu pedido de movimentação e como se dará a análise da sua demanda. Assim, os documentos constituem tanto uma ferramenta de gestão quanto um instrumento de transparência”, explicou o diretor.

O servidor que deseje iniciar um processo de redistribuição já pode seguir os trâmites descritos no documento e enviar um e-mail para redistribuicao@ifba.edu.br. Já nos casos de remoção, que será via SUAP, será necessário aguardar, pois o IFBA está trabalhando nos perfis e distribuição as vagas e cargos a serem preenchidos.

Entenda o processo

Em abril foi designada uma Comissão de Redistribuição e Remoção, Portaria nº 1527/2020, com servidores da DGP, da Diretoria de Gestão da Tecnologia da Informação (DGTI) e da Pró-Reitoria de Ensino (Proen), sob supervisão do Gabinete.  Essa comissão analisou diversos processos de remoção e redistribuição, e elaborou um relatório final com recomendações de fluxos para otimizar a movimentação de pessoal no âmbito do Instituto.

Esse relatório foi analisado na reunião do Colégio de Dirigentes no dia 24 de agosto, que fez algumas propostas de alteração. Após a reunião, o documento foi enviado à DGP que analisou e efetuou as alterações solicitadas, gerando então a Análise de Movimentação de Pessoal, publicada ontem.

A Comissão de Redistribuição e Remoção foi composta por Pablo Castro Lemos, Monique Rego Dantas, André Luís Rosa Santos, Thaís Leite Macedo e Ricardo dos Santos Andrade. 

 

Acesse os documentos aqui