Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Diretorias gerais pro tempore estão em atuação
conteúdo

Diretorias gerais pro tempore estão em atuação

por Luize publicado: 06/03/2020 15h22, última modificação: 01/04/2020 17h48

Na última quarta-feira, 4 de março, a Reitoria formalizou a indicação para a diretoria geral pro tempore do campus Juazeiro, que conduzirá as atividades até a transição para a direção geral, escolhida por meio de consulta à comunidade.

Assim como acontece em Juazeiro, mais quatro campi atualmente contam com diretorias gerais pro tempore, pois  ainda estavam em processo de implantação no início de 2020, de acordo com a Lei nº 11.892/2008: Euclides da Cunha, Lauro de Freitas, Santo Antônio de Jesus e Ubaitaba.

Segundo a reitora do IFBA, Luzia Mota, deve ser realizada uma consulta à comunidade para ocupação do cargo de direçãor geral, no prazo máximo de seis meses, tempo necessário para que o processo eleitoral seja analisado e aprovado no Conselho Superior (Consup). Luzia destaca que indicará para ocupar o cargo a pessoa mais votada na consulta, apesar da Medida Provisória nº 914, de 24 de dezembro de 2019, ter alterado as regras para escolha e nomeação das diretorias gerais de campi.

Em relação ao campus Feira de Santana, a reitora explica que o contexto é diferente, pois houve eleição para o cargo de com abdicação do candidato eleito. O novo processo eleitoral vai ser iniciado pela própria comunidade interna, com os mesmos regramentos já aprovados anteriormemte, sem necessidade de reanálise do Consup. A previsão é de que o processo eleitoral seja iniciado em 10 de março, com a formação da comissão eleitoral local.

 

Conheça as diretorias gerais pro tempore:

Campus Euclides da Cunha: Viviane Santos Moreira

Possui doutorado em genética e biologia molecular, pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), mestrado em engenharia de alimentos, pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), especialização em ensino de ciências e matemática, pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (Ufrpe), e licenciatura em ciências biológicas, pela Uesb.

Está em atuação no IFBA desde de 2014, com experiência no ensino de biologia. Também atuou como coordenadora do curso técnico em informática, entre 2016 a 2020, no campus Euclides da Cunha.

De acordo com Viviane, “A política expansionista dos Institutos aos interiores do Brasil tem a condição de levar educação gratuita e de qualidade para Euclides da Cunha e, assim, oferecer a transformação da vida de diversos jovens através da educação. Educação é oportunidade! Acredito que, com uma gestão pautada no diálogo e participação ativa da comunidade, é possível contribuir para o desenvolvimento e consolidação do IFBA campus Euclides da Cunha, assim como a região o qual está inserido.”

 

Campus Feira de Santana: Aline Quaresma Santos Pamponet

Possui especialização em direito público, pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), e graduação em administração, pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC). Atualmente, cursa graduação em psicologia, na Universidade Salvador (Unifacs).

Está em atuação no serviço público federal como administradora, há 13 anos, na área de educação, e está no IFBA desde 2012. Tem experiência na área administrativa, principalmente no âmbito do direito administrativo (licitações, gestão de materiais, contratos e legislação de pessoal). No campus Feira de Santana, já trabalhou na Coordenação de Planejamento, Coordenação de Recursos Humanos e foi Chefe de Gabinete.

De acordo com Aline, “Na gestão pro tempore do campus Feira de Santana, pretendemos atuar principalmente na melhoria da cultura organizacional, fortalecimento do sentindo de coletividade, continuidade das atividades exitosas que já vêm sendo desenvolvidas e na tentativa de driblar as dificuldades impostas pelos cortes no orçamento, sempre atuando em conjunto com a comunidade.”

 

Campus Juazeiro: Fernando Santos da Paixão

Possui especialização em gestão financeira, controladoria e auditoria, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), e graduação em contabilidade, pela Uesb. Está cursando mestrado em contabilidade gerencial, pela Atenas College University (ACU).

Está em atuação no IFBA desde 2018, como professor do curso técnico em administração. Já desenvolveu projetos de extensão e iniciação científica, bem como atividades na coordenação de estágio.

De acordo com Fernando, “O objetivo da atual equipe de gestão do campus é de solucionar demandas emergenciais, implantar o curso superior em engenharia civil e tecnólogo em logística, promover o processo eleitoral de forma pacífica e democrática com decisões coletivas.”

 

Campus Lauro de Freitas: Maria Perpétua Carvalho da Silva

Possui mestrado em educação profissional e tecnológica, pelo IFBA, especialização em comportamento organizacional e gestão de recursos, pela Associação Educacional Unyahna, especialização em fundamentos da matemática, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas), e licenciatura em matemática, pela Universidade Católica do Salvador (Ucsal).

Está em atuação no IFBA desde 1994, como experiência nas áreas de matemática, probabilidade e estatística, admistração e educação, com ênfase em gestão de instituição pública federal. No campus Barreiras, atuou como coordenadora de área e pró-técnico, entre 1994 e 1996, assistente do Departamento de Ensino (Depen), em 1997, representante docente no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão,  em 1997, chefe da Coordenação Técnico-Pedagógica, entre 1998 e 2000, diretora geral, entre 2002 e 2006, coordenadora do curso de licenciatura em matemática, entre 2008 e 2010, e chefe do Departamento de Ensino, entre 2010 e 2017. No campus Lauro de Freitas, atuou como diretora geral em exercício e diretora de ensino em exercício, como substituição em período de férias, em 2019.

De acordo com Maria Perpétua, “Defende a gestão democrática como um importante princípio para a operacionalização das políticas de educação e para o cotidiano do campus, conduzindo esse momento de transição de forma salutar, dirimindo prováveis conflitos que poderão surgir, a partir do respeito à diversidade e à divergência de opiniões, evitando prejuízo às atividades fins do campus. Nessa perspectiva, sua proposta de gestão baseia-se nos princípios da participação coletiva e humanitária de forma que todos os envolvidos sintam-se motivados para o desenvolvimento de ações que articulem ensino, pesquisa e extensão, para a formação de cidadãos cônscios de seu papel de agentes transformadores da sociedade.”

 

Campus Santo Antônio de Jesus: Carla Simone Barbosa de Jesus

Possui mestrado em educação do campo, pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), especialização em docência do ensino superior, pela AVM Educacional, especialização em educação do campo, pela Universidade Cândido Mendes (Ucam), graduação em geografia, pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), e magistério na modalidade normal.

Está em atuação no IFBA desde 2019, como técnica em assuntos educacionais. Desde então, trabalhou na Coordenação de Registros Acadêmicos do campus Santo Antônio de Jesus.

De acordo com Carla, “Enquanto diretora geral pro tempore do campus Santo Antônio de Jesus, pretendo dar continuidade aos serviços prestados à comunidade, considerando os princípios da boa fé, da transparência e da supremacia do interesse público.”

 

Campus Ubaitaba: Girlene Ecio Damasceno Dias

Possui especialização em educação das relações étinicos-raciais, especialização em psicopedagogia, especialização em alfabetização de jovens e adultos, graduação em letras e graduação em pedagogia, todas pela Uesc.

Está em atuação no IFBA desde 2009, como pedagoga. No campus Porto Seguro, já atuou como coordenadora técnico-pedagógica, e no campus Ilhéus, como coordenadora  geral de apoio ao ensino-aprendizagem e programas estudantis. Também atuou como conselheira do Consup, representando os servidores técnicos-administrativos, no biênio 2012-2014.

De acordo com Girlene, “Vejo, neste ciclo que se inicia, a possibilidade de contribuir para a construção de uma instituição, cujos princípios constitucionais da impessoalidade, eficiência, publicidade, razoabilidade e legalidade permeiem as práticas cotidianas e sejam utilizados como marcas do nosso compromisso com a oferta de um serviço público de qualidade, tendo no diálogo com a comunidade, no respeito às diferenças e na pluralidade de ideias algo fundamental para a construção de conhecimentos que emancipem as pessoas na busca da cidadania plena.”

 

Leia mais: Diretora de comunicação e pró-reitores de administração e desenvolvimento institucional são oficializados