Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > IFBA forma 1ª turma de letramento em Mascote e já planeja expansão
conteúdo

IFBA forma 1ª turma de letramento em Mascote e já planeja expansão

Sucesso do curso de formação em informática básica para professores da rede municipal inspira Instituto a ampliar oferta nos polos Pronatec
por Aurelio Nunes publicado: 07/10/2019 11h19, última modificação: 10/10/2019 13h25

Formandos do Curso de Letramento Digital de Mascote
Formandos do Curso de Letramento Digital de Mascote
“Eu não sabia nem pegar no mouse e agora preparo minhas aulas no computador”.
"Nunca mais precisarei pedir ao meu filho para digitar meu material".
"Hoje eu mesmo faço meus slides. Antes eu dava presentinhos pra fazerem por mim".
"A partir de hoje, minhas aulas nunca mais serão as mesmas”.

Os depoimentos acima são de autoria de professores da rede municipal de ensino do município de Mascote, município situado a 437km de Salvador. Eles fizeram parte da primeira turma do curso de Letramento Digital, realizada pelo Instituto Federal da Bahia (IFBA) em parceria com a prefeitura municipal local e o Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica (CIMA). Mais do que tomar aulas do pacote básico do office (power point, paint, excel e word) com o colega Carlos Alberto do Nascimento, o que eles celebram é a superação da exclusão digital, um mal que afeta 23,9 milhões de brasileiros, segundo dados Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Pnad (IBGE/2016).

"Nosso letramento foi assim: repleto de receios anseios, medos sonhos, expectativas, desafios, superações, resenhas, brincadeiras e aprendizados", resumiu o professor de matemática e pedagogo pós-graduado em Metodologia do Ensino da Matemática e da Física, Carlos Alberto Nascimento, a quem coube a missão de fazer seus colegas de profissão a enfrentar em quatro meses um medo desenvolvido ao longo de décadas: a tecnofobia.

mascote
Formanda Nilza Helena ao lado do DG de Ubaitaba, Esaú Sena, da secretária de educação Patrícia Santos, e do pró-reitor de Extensão, Marco Antônio Góes
"Para nós do IFBA é muito gratificante constatar que estamos cumprindo com a missão primordial desse instituto, que é promover a inclusão social através da educação pública de qualidade", destacou o pró-reitor de Extensão Marco Antônio Góes, que representou o reitor Renato da Anunciação Filho na cerimônia de formatura, realizada no dia 24 de setembro, no auditório do Centro Educacional Castro Alves, no Distrito de São João do Paraíso.

Entre os presentes, o prefeito de Mascote, Arnaldo Lopes, a secretária de educação, Patrícia Silva Santos, o diretor do campus IFBA de Ubaitaba, Esaú Francisco Sena Santos, a assessora da Coordenação Geral do Pronatec, Alexandra Cardoso de Andrade e a coordenadora adjunta de polo, Olívia Franco.

"Poderia ter sido uma simples cerimônia de certificação, mas a partir do momento em que esses formandos fazem uma roupa especial e produzem um broche com o símbolo do IFBA, a gente percebe o quão felizes eles estavam por terem recebido essa capacitação. Esse clima de euforia e de pertencimento é confirmado não só pelos depoimentos dos formandos, mas também pela satisfação demonstrada pelo professor responsável pela capacitação em poder dividir esse conhecimento com colegas de profissão", definiu Olívia.

O diretor do Campus de Ubaitaba, o físico nuclear Esaú Francisco Sena Santos definiu a certificação do Curso de Letramento Digital como mais um momento de "consagração do IFBA" na região do Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica (CIMA). "Docentes da rede municipal de educação de Mascote com mais de 30 anos de sala de aula, como foi o caso da Profa. Nilza Helena, relataram sua motivação e o quanto foi importante ter a oportunidade de obter informações que lhe eram desconhecidas e que agora fariam a diferença nas suas aulas e até mesmo no seu dia-dia", relatou o gestor.

Prefeito Arnaldo Lopes ao lado de formandas
Prefeito Arnaldo Lopes ao lado de formandas
CASE DE SUCESSO – Inicialmente, a parceira entre o IFBA e prefeitura de Mascote não previa o curso de Letramento Digital. Ele foi criado como forma de ampliar a oferta de ensino no laboratório montado pelo instituto no Centro Educacional Castro Alves para a implantação de cursos profissionalizantes semipresenciais de informática voltado a estudantes do ensino médio através do Pronatec. A ideia de levar informática básica aos educadores surgiu a partir da constatação de suas dificuldades no manuseio de computadores. Deu certo. Tão certo, que o IFBA e a prefeitura de Mascote já deram início à segunda turma, com 20 alunos, e cujo encerramento está previsto para o dia 29 de dezembro.

Mas os planos não param por aí. “Pegamos o laboratório, ampliamos a oferta e foi um sucesso. Por isso a ordem do professor Renato é avançar na ampliação de todos os laboratórios implantados nos 42 polos do Pronatec a fim de transformá-los em polos do IFBA com mais ofertas próprias e, futuramente, até mesmo em polos da Universidade Aberta do Brasil”, explica Marco Antônio Góes.

A investida do IFBA em levar cursos superiores de graduação e especialização EAD em cidades do porte Mascote vai ao encontro a uma das principais reivindicações dos docentes formados pelo Letramento Digital, que é oportunizar a capacitação e aperfeiçoamento profissional sem a necessidade de fazer longos deslocamentos para os grandes centros regionais.

Um compromisso que já está assegurado pelo IFBA com a construção do Centro Tecnológico de Referência (CTR) em Camacan, obra orçada em R$ 1.500.000,00 (um milhão e meio de reais), já está em fase de conclusão, e que visa atender às demandas da região da Mata Atlântica. Este CTR, que inicialmente ficará vinculado ao Campus Avançado Ubaitaba, possuirá a missão de impulsionar o arranjo local produtivo, com a capacitação da mão de obra e o desenvolvimento econômico, social e cultural, local e regional.