Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Fotos > Jovens Aprendizes de Vitória da Conquista renovam esperanças e experiências em Salvador
conteúdo

Jovens Aprendizes de Vitória da Conquista renovam esperanças e experiências em Salvador

publicado: 06/11/2019 15h07, última modificação: 07/11/2019 10h43

Foto: DGCOM
Gabinete da Reitoria


Promover a inserção no mundo do trabalho é o objetivo do programa Jovens Aprendizes, que vem sendo desenvolvido pelo IFBA em parceria com a Prefeitura de Vitória da Conquista, o Ministério Público do Trabalho e a empresa ECPL Empreendimentos. Mas para além da teoria apreendida em sala de aula e da prática adquirida nas mais diversas áreas da administração pública municipal, 19 jovens com idades entre 16 e 22 anos que integram a turma iniciada em junho do ano passado vivenciaram uma experiência diferente nos últimos três dias: pela primeira vez visitando Salvador, eles tiveram a oportunidade de conhecer melhor o Estado em que vivem, e a ter uma dimensão mais precisa do programa que integram e da instituição de ensino a que pertencem. 

“Onde eu moro sou a única que pude viajar por meio de um projeto como este”, conta a estudante Laís Oliveira, que vive no povoado conquistense de Limeira. Segundo a coordenadora do programa, Maria das Graças Bittencourt, esta primeira visita técnica desde o início do curso permitiu que os estudantes pudessem vivenciar experiências culturais em uma metrópole,  fortalecer os laços internos do grupo e reforçar a integração do grupo junto à instituição. "Nas visitas que fizeram à Reitoria e ao Polo de Inovação eles puderam ter uma noção melhor da grandiosidade do IFBA. Agora eles se sentem parte de algo maior e assim passam a tecer sonhos e a pensar no futuro", define Bittencourt, que acompanhou os estudantes durante a viagem ao lado da professora Lorena Leal Silva.

Os jovens aprendizes chegaram a Salvador na segunda-feira (4) e foram recepcionados pela Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), responsável pelo programa administrativamente. No dia seguinte, realizaram uma visita à Reitoria do IFBA, onde conheceram as instalações, assistiram a um vídeo institucional e se reuniram com o Reitor Pro Tempore Renato da Anunciação Filho. 


Foto: Graça Bittencourt
Polo de Inovação Salvador
Foto: Graça Bittencourt
Capela Nossa Senhora da Vitória
Foto: Graça Bittencourt
Hotel
 
Foto: Graça Bittencourt
Arena Fonte Nova
  

 

 

 

 

Foi um encontro marcado pela emoção, com relatos tocantes de experiências de superação de ambos os lados. Alguns estudantes choraram ao recordar situações de extrema vulnerabilidade vivenciadas até garantirem a primeira oportunidade de inserção no mercado de trabalho, assegurada através do contrato entre o IFBA, a administração municipal conquistense e a empresa EPCL Empreendimentos.

“É muito triste ouvir histórias tão sofridas de pessoas tão jovens, mas peço que vocês não desistam, que vocês encarem as dificuldades como uma forma de aprendizado. Aos 19 anos eu vivi a experiência de passar em primeiro lugar num processo seletivo da Coelba e de não ser convocado para o trabalho por causa da minha deficiência física”, revelou Renato, que contraiu poliomelite na infância. “Na época foi muito difícil aceitar isso, mas hoje eu sei que se essa porta não tivesse se fechado eu jamais poderia ter entrado em tantas outras que a minha experiência profissional no IFBA me proporcionou”.

Depois de deixarem o Gabinete ostentando na lapela broches do IFBA que ganharam do reitor, os estudantes almoçaram na Reitoria e participaram das atividades da III Feira de Aprendizagem Profissional da Bahia. Ao lado de aprendizes de diversas cidades baianas, assistiram apresentações artísticas e culturais da Orquestra Neojibá, do grupo teatral Aprendizes em Cena e da cantora Margareth Menezes no Teatro Castro Alves (TCA).

O encontro foi promovido pelo Fórum Baiano de Aprendizagem Profissional (Fobap), pela Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT/BA) e pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia (Setre). Em dois dias, reuniu mais de 50 empresas premiadas pelo Selo de Aprendizagem Profissional, destinado àquelas que contratam além do mínimo de 5% de Jovens Aprendizes do quadro de funcionários ou que contrataram o jovem aprendiz após o período de formação. Antes de retornar para casa, o grupo ainda visitou a Fonte Nova e o Parque Tecnológico da Bahia, onde puderam conhecer o Polo de Inovação Salvador (PIS/IFBA).

Foto: Graça Bittencourt
Polo de Inovação Salvador do IFBA, situado no Parque Tecnológico da Bahia
 O programa Jovem Aprendiz, no âmbito desta participação do IFBA, começou em junho de 2018 e vai até junho de 2020. Os jovens atuam em áreas administrativas da Prefeitura de Vitória da conquista com direitos trabalhistas assegurados, salário mínimo proporcional à jornada diária de 4 horas, FGTS, vale transporte e seguro de vida. A parte pedagógica é de responsabilidade do Portal da Inovação & Qualidade Inq.Ifba do campus IFBA de Vitória da Conquista, coordenado pela professora Graça Bittencourt, que,  juntamente com a instrutora Lorena Leal, acompanhou o grupo na visita à capital baiana.

Para o estudante Ariel Bitencourt, o trabalho como aprendiz tem ajudado a complementar a renda da família: “Ajuda na renda e é uma oportunidade de eu ter experiência de primeiro emprego. Isso vai abrir portas para mim no futuro”, contou. Segundo o pró-reitor de Extensão, Marco Antônio Góes, o IFBA não só pretende dar continuidade ao programa em Vitória da Conquista, como levá-lo para pelo menos mais duas cidades a partir de 2020: Brumado e Caculé.

                                                                                                                                                     Fernanda Aragão (NPD/Proex)
                                                                                                                                                     Aurelio Nunes (DGCOM) 

registrado em: , ,