Você está aqui: Página Inicial > Campus Jequié > Notícias > 2019 > Fevereiro > Como evitar acidentes por animais peçonhentos
conteúdo

Como evitar acidentes por animais peçonhentos

publicado: 12/02/2019 11h17, última modificação: 12/02/2019 11h17

O campus Jequié está localizado em uma área de transição entre a mata de cipó, predominante no centro urbano, e a caatinga. Esta região possui riquezas naturais bem particulares, dentre elas, a maior incidência de animais de pequeno porte, categoria onde se enquadram aqueles que produzem peçonha (veneno), como serpentes, aranhas, escorpiões, dentre outros.

Por isso, nesta região, o risco de acidentes com esse tipo de animal é maior. Com o clima mais quente no verão, alguns desses animais buscam abrigo do sol e encontram nas instalações do campus um ambiente favorável, como mostram essas duas imagens, feitas por servidores do campus, de cobras encontradas nas dependências do IFBA Jequié.

cobra_02.jpeg cobra_01.jpeg

O Soldado Pablo, do 8º Grupamento de Bombeiros Militares - 8º GBM  de Jequié, orienta que, caso encontre um animal como este, não se deve mexer no animal, nem manualmente e nem com o auxílio de qualquer instrumento. Neste caso, deve-se isolar a área onde o animal foi encontrado para evitar que outras pessoas corram o risco de acidente. De preferência, caso seja possível, fechar e trancar a porta do local, evitando, assim, que o animal procure um outro esconderijo.

Feito isto, é preciso acionar o Corpo de Bombeiros por meio do telefone 193. Os bombeiros são profissionais habilitados e preparados para capturar esses animais e soltá-los em segurança de volta à natureza. No campus, é possível acionar a segurança patrimonial ou servidores ligados à direção para que sejam adotadas as providências necessárias. 

O IFBA Campus Jequié mantém ações constantes de dedetização e limpeza de toda área interna e externa, conforme preconiza a legislação vigente, a fim de evitar o surgimento de animais que possam colocar em risco a integridade física dos usuários.

No site do Ministério da Saúde há um informativo de como agir pra evitar acidentes com animais peçonhentos, acesse neste link.

registrado em: