Você está aqui: Página Inicial > Campus Jacobina > Notícias Campus Jacobina > 2020 > VII Semana da Consciência Negra do campus: Inscrições abertas para monitoria e submissão de propostas
conteúdo

VII Semana da Consciência Negra do campus: Inscrições abertas para monitoria e submissão de propostas

por Verusa Pinho publicado: 27/10/2020 07h56, última modificação: 03/11/2020 10h03

Afrofuturismo: Diálogos, Resistências e Re-Existências Ancestrais. Esse é o tema da VII Semana da Consciência Negra do Campus Jacobina do IFBA, que acontece de 9 a 20 de novembro em formato virtual.

Até o dia 4/11, estão abertas as inscrições de monitores (https://forms.gle/b2j5TwZFaQULpowf6), bem como para proposição de minicursos e oficinas, intitulados de "rolês", além de mostras artístico-culturais e vídeos temáticos (ou "gira de saberes"): https://forms.gle/2wWceNFp2uKwujPb6 I https://forms.gle/Mkd4tuiC3PzeK1tz5 

Para garantir participação no evento e acompanhar a programação completa, acesse www.even3.com.br/scnjac2020

Mais informações podem ser obtidas pelo edital ou através do e-mail scnjaco2020@gmail.com

Saiba Mais

O tema deste ano, “Afrofuturismo: diálogos, resistências e re-existências ancestrais”, propõe mergulhos nos saberes tradicionais  africanos e afrodiaspóricos e voos criativos de reinvenção da realidade, possibilitados pela arte e pelas novas tecnologias digitais.

Contrariando o projeto genocida arquitetado desde que o primeiro navio negreiro singrou o Atlântico em direção às terras Ameríndias, o movimento cultural afrofuturista anuncia um futuro de vida para a população negra, por meio de tecnologias que produzem insurgências contra a servidão e a inferiorização imputadas pela  branquitude.  

Como comissão organizadora desta proposta e enquanto testemunhas vivas do poder transformador advindo dos saberes dos povos de matriz africana no Brasil, consideramos fundamental a subversão da linguagem. Em representações estéticas e éticas de empoderamento, os pronunciamentos afrofuturistas fornecem marcadores simbólicos positivos para o desenvolvimento de pertenças africanas e afro-brasileiras, sendo capazes de gerar mudanças nas inscrições subjetivas, nas relações interpessoais e  influenciar projetos de sociedade mais justos, visto que os atuais são ainda fortemente inspirados na falácia da democracia racial.  

Fundamentada na ética de cuidado e de pertencimento e referenciada em Hamapaté Bá (2003 e 2010),  a SCN 2020 do Campus Jacobina realizará atividades e adotará nomes e termos que, além de  traduzir  insubordinações ao fazer acadêmico/branco/ocidental, revelam princípios e metodologias que regem os saberes/fazeres ancestrais de matriz africana e afrodiaspórica como:  tradição oral, unidade corpo/mente,  circularidade, comunidade, complementaridade e movimento.

Nas atividades síncronas, em vez de conferências e palestras, teremos “Ebós das palavras” e no lugar de oficinas e minicursos, faremos “Rolês”. Em atividades assíncronas, como exposições e mostras, teremos “Gira de saberes”. 

As atividades propostas serão mediadas por pessoas que podem transmitir conhecimentos de relevância social, sejam narradoras e narradores de histórias da tradição oral ou de pesquisas acadêmicas. Tratando-se, sobretudo, de narrativas de amor, solidariedade e justiça que só a inventividade humana pode tornar real. Por isso, essas pessoas serão respeitosamente  chamadas de “Griôs”.

Desejamos que imagens de um futuro referenciado em experiências ancestrais africanas propiciem travessias corpo-ral-mente descolonizadoras a cada um(a) de nós.  

Edital SCN 2020 (Retificado)

Edital SCN 2020

registrado em: