Você está aqui: Página Inicial > Campus Jacobina > Notícias Campus Jacobina > 2019 > Semana de Ciência e Tecnologia movimenta o campus em torno de atividades diversas
conteúdo

Semana de Ciência e Tecnologia movimenta o campus em torno de atividades diversas

por Verusa Pinho publicado: 17/10/2019 13h20, última modificação: 22/11/2019 16h03

De 16 a 18 de outubro, ocorreu a Semana de Ciência e Tecnologia 2019 do Campus Jacobina do IFBA.  Durante a abertura do evento, que aconteceu na manhã da quarta-feira, 16, o diretor geral, Beliato Campos, que compôs a mesa de honra, destacou as diversas aprovações de trabalhos por parte de estudantes e professores do Instituto, ressaltando que, mesmo em meio aos desafios, o evento conseguiu reunir atividades plurais, sendo pensado para toda a comunidade.

da e/d - Emanuel Fernandes, assistente de alunos e integrante do setor Multidisciplinar; diretor de ensino, prof. Andson Rocha (ao microfone); diretor geral, prof. Beliato Campos; coordenadora do ensino médio e representante da comissão organizadora da SCT, profa. Bruna Iohanna. Todos estão sentados atrás de mesa decorada com buquês de flores brancas; ao fundo, projeção de slide com identidade visual do evento

Em seguida, o diretor de ensino, Andson Rocha, elencou as potencialidades de Jacobina e região, enfatizando as dificuldades atuais do campo científico e a importância da ciência para o desenvolvimento dos arranjos produtivos locais. “Se você tem curiosidade, procure um professor e desenvolva sua ideia. A gente tem força e a ciência não vai parar!", disse.

Já a professora Bruna Iohanna, representante da comissão organizadora do evento, enfatizou a relevância da Semana para refletir acerca dos problemas ambientais sob a ótica da sustentabilidade, tão necessária à manutenção da vida no planeta.

plateia nas poltronas do auditório em primeiro plano; mesa de abertura com três integrantes; prof. Baldoíno no púlpito; projeção de slide ao fundo

A mesa-redonda do dia Biodiversidade, gestão e conservação de recursos naturais, formada por profissionais do IFBA e convidados, abordou aspectos geológicos e hídricos da região, contando com a participação do professor do Instituto Baldoíno Neto, do médico veterinário e integrante da Cooperativa de Assistência à Agricultura Familiar Sustentável do Piemonte (Cofaspi), Lúcio Piauhy, e da representante de Reserva Particular do Patrimônio Natural no município de Saúde Márcia Regina Costa. 

Em sua fala, Lúcio contextualizou o conceito de biodiversidade, apresentando dados relacionados ao Brasil, enquanto referência mundial, devido à diversidade de espécies no âmbito da fauna e flora. O veterinário também citou ameaças ao equilíbrio ambiental, como desmatamento e queimadas, ao lado da mineração, atividade característica no contexto regional. “Precisamos destinar os resíduos de modo ambientalmente adequado”, comentou. Mencionando o distrito de Itaitu, ele explicou que a comunidade depende diretamente das cachoeiras para o abastecimento de água, e que o fluxo crescente de turistas, apesar de ser benéfico para a economia, deve ser pensando em conjunto com o desenvolvimento sustentável, “a fim de não exaurir os recursos naturais”. 

prof. Ernani em frente a alunos, que estão sentados atrás das bancadas do laboratório; projeção de slide ao fundo

Oficinas, minicursos e apresentações científicas em formato de pôster e comunicação oral  dinamizaram as tardes dos dias 16 e 17. Compostagem, reciclagem e segurança alimentar, energia e química sustentáveis, astronomia, teatro de animação e tecnologias educacionais com foco na robótica são alguns assuntos contemplados pelas atividades, abertas ao público e gratuitas. Também esteve em evidência nos debates a perspectiva sociológica do meio ambiente, incluindo questões relacionadas ao campo e à agricultura familiar.

banner sobre astronomia em foco; alunos atrás das bancadas do laboratório e professor ao lado

banner sobre astronomia em foco; alunos atrás das bancadas do laboratório

#pracegover: duas estudantes colocando solução (essência) em tubo de ensaio numa das etapas da produção do sabão

 

 

 

 

 

Na manhã da sexta-feira, 18, foi a vez dos experimentos e da finalização do desafio Hackathon, voltado para o desenvolvimento de soluções criativas e inovadoras, por meio de protótipos ou produtos de softwares, relacionados ao tema central da Semana - Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável.      

Layla Vitória Lima e Marília Araruna, alunas do ensino médio-técnico (3º ano de administração) do Cetep Piemonte da Diamantina II, compareceram pela 3ª vez à Semana de Ciência e Tecnologia do IFBA. 

Layla e Marília (e/d)

“No nosso colégio tem feira de ciências, mas aqui é muito mais diverso! Participamos para conhecer novos projetos e ampliar conhecimentos”, falou Marília. Para Layla, a organização do evento e o incentivo ao aprendizado através da prática chamou sua atenção. A dupla ainda compartilhou saberes durante a sessão de trabalhos científicos, ocorrida nessa quinta-feira, discutindo sobre degradação do patrimônio público. 

Na opinião de Felipe Sales, estudante do Colégio Municipal de Itaitu, o mais legal foram os experimentos químicos e da mecânica. “Gostei principalmente desses últimos, que são da área que eu escolhi no Processo Seletivo 2020”.  O jovem foi acompanhado pela professora de biologia Cátia Ribeiro, que trouxe duas turmas para o evento. “Temos dificuldade de contato com laboratórios no colégio. Então aproveitamos a visita para proporcionar esse momento rico para nossos alunos”, pontuou.                                                                                                                                                                                      

Turmas de Itaitu prestigiando o evento

No último dia da Semana ainda aconteceu exposição da série de trabalhos desenvolvida por alunos e professores do Instituto para o Congresso Brasileiro de Cerâmica (CBC). Os estudos, que somam mais de 30, apresentam diversos minerais utilizados pela indústria regional e a aplicação dos seus resíduos na produção de massa cerâmica para compor pisos, revestimento, telhas e peças artístico-decorativas, como vasos, flores, máscaras e mandalas.  

          

Para Maria Clara Durães, aluna do 3º ano de eletromecânica, eventos como esse são uma forma de mostrar para a sociedade o que se desenvolve no Instituto. “Temos ótimos equipamentos e produções, tanto nas áreas técnicas quanto no campo da  física e química, por exemplo”. 

A jovem foi monitora da Semana. Além disso, participou com experimento de química e apresentação de pôster sobre a produção de peças de decoração a partir de resíduos minerais e massa cerâmica, estudo apresentado em Bonito/MS, durante o CBC. Em suas palavras, o tema do evento, que enfatiza a sustentabilidade, reforça a importância da natureza para a vida harmônica. 

Registro do II Seminário de Meio Ambiente#pracegover: sentados atrás de mesa e à frente de projeção de slide com marca do evento (flores coloridas), estão o coordenador do curso (ao centro), prof. Leandro Prado; o prof. Marcos Reis, e o diretor de ensino, Andson Rocha; parte da plateia nas poltronas do auditório também aparece na foto

Paralelamente à programação nos turnos matutino e vespertino, ocorreu o II Seminário de Meio Ambiente, sempre à noite, cujo tema foi Desenvolvimento Sustentável no contexto do Piemonte da Chapada Diamantina. O evento contou com mesas-redondas voltadas para a discussão sobre a gestão de resíduos sólidos e preservação dos recursos naturais.  

Mais registros fotográficos e em formato de vídeo estão disponíveis na fanpage oficial do campus e nos perfis do Instagram e Youtube.

 

Fotos: Carlos Santana e Verusa Pinho I Decom

registrado em: