Você está aqui: Página Inicial > Campus Jacobina > Notas e Comunicados Campus Jacobina > Mudança nos canais de comunicação institucionais durante o período eleitoral
conteúdo

Mudança nos canais de comunicação institucionais durante o período eleitoral

por Verusa Pinho publicado: 07/07/2022 10h42, última modificação: 22/07/2022 09h25

Com o objetivo de orientar a comunidade acadêmica sobre as normas e condutas dos agentes públicos federais, integrantes do Sistema de Comunicação de Governo do Poder Executivo Federal (Sicom), durante o período eleitoral deste ano, a Diretoria de Gestão da Comunicação Institucional do IFBA (DGCOM) criou página específica, reunindo documentos e outros conteúdos de orientação sobre as restrições e os comportamentos vedados no chamado "Defeso Eleitoral", que se iniciou em 2 de julho e se estende até o fim das Eleições: dia 2/10, quando termina o 1º Turno ou, caso haja 2º Turno, 30 de outubro.

Entre as mudanças previstas, está a intensificação dos trabalhos de moderação e intervenção nos comentários do  perfil do Instagram, a fim de inibir aqueles que firam a legislação eleitoral e, consequentemente, causem responsabilização imputada pela Justiça Eleitoral. Serão vedadas postagens que contenham termos que possam caracterizar propaganda eleitoral, tais como a divulgação de nomes e números de candidatos, siglas e nomes de partidos políticos, slogans de campanhas partidárias, bem como palavras-chave, tais, como eleições, segundo turno ou outras nomenclaturas do tipo.

Fica suspensa, também, toda e qualquer forma de divulgação da marca do Governo Federal em qualquer ação de comunicação, bem como as marcas de programas, campanhas, ações e eventos, ou mesmo os slogans ou qualquer elemento que possa constituir sinal distintivo da publicidade sujeita ao controle da legislação eleitoral;

É permitida somente a divulgação de conteúdos estritamente informativos de interesse público, devendo ser observados os limites da informação jornalística, com vistas a dar conhecimento ao público das ações do governo, sem qualquer menção a circunstâncias eleitorais ou promoção pessoal de agentes públicos. Prioriza-se linguagem neutra e objetiva, vedadas, assim, a emissão de juízo de valor ou a exaltação de atos ou de autoridades, devendo-se abster, ao máximo, de usar o nome ou a imagem de autoridades.

Acesse: portal.ifba.edu.br/dgcom/eleicoes2022/eleicoes e saiba mais!