Você está aqui: Página Inicial > Campus Irecê > 2017 > Usina Solar é instalada no Campus Irecê do IFBA
conteúdo

Usina Solar é instalada no Campus Irecê do IFBA

A usina contribuirá para o desenvolvimento do ensino e pesquisa no Campus

publicado: 07/06/2017 10h19, última modificação: 07/06/2017 13h37

O Campus Irecê do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologias da Bahia – IFBA foi contemplado com a instalação de uma usina Fotovoltaica. Essa ação faz parte de um projeto estimulado pelo Governo Federal, por meio da Agência Nacional de Energia Elétrica - ANNEL, coordenado pela empresa Candeias Energia do Grupo Global. A ação executada pela Centro Brasileiro de Energia e Mudanças Climáticas tem o apoio do Instituto IDEAL, vinculado a Universidade Federal de Santa Catariana. Também colabora com o projeto a empresa Solstício Energia, vinculada a Universidade de Campinas. O IFBA Cmpus Irecê também foi incluído nessa cadeia. Sua localização estratégica colabora para o avanço e aperfeiçoamento dessa pesquisa.

Da pesquisa:

A pesquisa intitulada “Desenvolvimento e teste de sistemas para geração solar fotovoltaica em condições de alta temperatura em regiões semiáridas do nordeste brasileiro”, busca fazer um estudo voltado para o aperfeiçoamento das tecnologias empregadas nessas regiões do semiárido do Nordeste. Para este fim, foi implantada uma miniusina, composta por cinco mesas (agrupamento de módulos) de 10kWp, os quais transformam a energia luminosa do sol em energia elétrica.

Usina Fotovoltaica.jpg

O Projeto Solar é um ponto de partida para o aperfeiçoamento na escolha de tecnologias mais eficientes para as condições do semiárido brasileiro envolvendo redução de custo nas suas instalações. A geração de energia fotovoltaica é limpa, renovável e abundante, os impactos ambientais são mínimos, o que torna a forma de geração muito atraente.

A usina contribuirá também para o desenvolvimento do ensino e pesquisa no Campus. O Professor Reginey Barbosa, responsável pelo acompanhamento local do projeto, salientou sua importância para inúmeras atividades. “A usina é um ambiente para fazermos visitas técnicas da área. Na última Semana de Ciências e Tecnologia, a mesma foi objeto de apresentação e visitação pelos participantes. Além disse constitui um ambiente de estágio”. Ele ressaltou também que “já está sendo estudada a possibilidade de iniciar novo projeto de pesquisa pelas empresas envolvidas, projeto este que poderá trazer novos investimentos para usina”.

Outra vantagem percebida é que toda a energia produzida pode ser aproveitada nas instalações do campus ou lançado na rede de energia local para ser transformado em cota de energia que seria convertida em desconto na conta de energia. Sua capacidade de produção mensal poderá chegar a aproximadamente 5.738 kWp, e seria suficiente para suprir toda energia de cerca de 14 residências de classe média. Segundo o Diretor Administrativo Professor Jeime Nunes "a produção atual já é muito significativa, representando para o Campus uma economia média equivalente a R$ 2.000,00 por mês, totalizando uma média anual de R$ 12.000,00” pontuou.

O Diretor Geral do Campus Professor Robério Batista se mostra muito satisfeito com essa parceria. Além dos beneficios já apresentados ele destaca que “a instalação da usina contribuiu para a implantação do curso Superior em Manutenção Industrial, já em andamento”. Além disso, “potencializará a elaboração de projetos de novos Cursos tanto Técnicos como Superior, bem como proporcionará a partir dos resultados de pesquisas o desenvolvimento de tecnologias mais adequadas para nossa região”, conclui.

Informações com colaboração da Empresa Candeias Engenharia.

registrado em: