Você está aqui: Página Inicial > Instituto Federal > Notícias 2016 > Promotora de justiça visita campus Seabra para estreitar ações no âmbito da educação
conteúdo

Promotora de justiça visita campus Seabra para estreitar ações no âmbito da educação

por Verusa Pinho publicado: 26/09/2016 14h07, última modificação: 26/09/2016 14h07

Na tarde da última quinta-feira (22), o campus Seabra, do Instituto Federal de educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) recebeu a visita da promotora de justiça da Comarca de Seabra nas varas da infância e juventude, moralidade e patrimônio público, Carla Graziela Constantino de Araújo. Na ocasião, ela conheceu o funcionamento do Instituto, através de bate-papo com servidores e estudantes, que apresentaram o perfil dos cursos técnicos oferecidos pelo IFBA, ao lado dos projetos de pesquisa e extensão, com destaque para o “Música na Escola”, “Chapadeiros”, “Semente Crioula” e “Ubuntu”, além de chamarem a atenção para a problemática do transporte dos alunos, bem como a precariedade da via de acesso ao IFBA.

“A ausência de pavimentação e iluminação da estrada que liga a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ao Instituto se alonga há mais de cinco anos, impossibilitando o campus de oferecer cursos subsequentes (pós-médio) e superiores, com funcionamento noturno. Estamos tentando, através dessa parceria com o Ministério Público (MP), cobrar do poder municipal a concretização da obra e melhoria das condições dos transportes que conduzem nossos estudantes diariamente, garantindo o acesso à educação e a permanência deles na Instituição. Essa última demanda abrange não apenas a Prefeitura de Seabra, mas dos diversos municípios que se comprometeram com a implantação do IFBA na Chapada Diamantina, dos quais muitos de nossos alunos são moradores”, destacou o diretor geral do campus Seabra, Robson Menezes, opinião que também permeou as falas dos demais gestores, especialmente, do diretor acadêmico, Edinelson dos Santos e dos docentes que participaram do encontro, que aconteceu na Sala da Webconferência, às 14h.

A promotora reconheceu a importância do IFBA para a região e parabenizou a equipe do campus pela postura responsável e humana diante dos problemas pelos quais têm passado. Carla sugeriu que os contratos firmados, a partir de então, contem com a participação do MP, a fim de tornar mais rígidas as punições em caso de descumprimento. Também se comprometeu a estreitar o diálogo com os gestores municipais e fiscalizar a disponibilidade e qualidade dos serviços, a fim de regularizar situações mais críticas, como as dos estudantes de Boninal e Seabra, que dentre outras questões, sofrem com atrasos e superlotação, refletindo no déficit da carga horária escolar e aproveitamento de estudos, que ultrapassam a sala de aula.

Comunicação - Campus Seabra

registrado em: