Você está aqui: Página Inicial > Instituto Federal > Notícias 2018 > Diversidade foi tema de evento no campus Salvador
conteúdo

Diversidade foi tema de evento no campus Salvador

publicado: 27/03/2018 09h11, última modificação: 27/03/2018 11h11
Nas manhãs e tardes dos dias 22 e 23 de março, a diversidade foi tema discutido em evento no campus Salvador do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA).
 
Intitulado “Educação para a Diversidade” , o evento é resultado do projeto de mesmo nome, submetido aos Programas Universais, um dos eixos da Política de Assistência Estudantil do IFBA.
 
Beatriz Cerqueira, Érica Ribeiro, Nathalia Martins e Maria Isabel Cerqueira são as quatro estudantes do curso técnico de Automação Industrial que realizaram as pesquisas e organizaram a atividade, sob a orientação do professor Jeudy Aragão.
 
“Educação para a Diversidade” teve como principal objetivo ser mais um espaço de reflexão sobre as diferenças étnicas, de gênero, de religião, de orientação sexual, de identidade de gênero e de necessidades específicas.
 
A estudante do 4° ano, Érica Ribeiro explica a importância do momento: “aqui no IFBA nos relacionamos com pessoas de vários jeitos, com todas as diferenças possíveis. Precisamos aprender a conviver com as diferenças, precisamos ser educados para isso”, acredita Érica.
 
Beatriz Cerqueira, também estudante do 4° ano, aponta que ela e suas colegas pesquisaram e estudaram sobre a temática durante o desenvolvimento do projeto, mas que não quiseram apenas estudar: “Este evento é para que as pessoas também possam ter acesso aos temas que são tão importantes. Quisemos trazer um debate para a comunidade sobre o ser diferente, sobre o respeito às diferenças, sobre a diversidade”, conclui.
 
O evento
 
“Acessibilidade nas edificações” foi a mesa-redonda realizada com a participação da psicóloga Nadija Brunelli e estudantes com necessidades específicas que puderam compartilhar experiências com o público presente.
 
A palestra “Mulher negra e inovação” aconteceu na tarde da quinta-feira, 22. A palestrante é a estudante do curso de Engenharia Elétrica na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e egressa do curso técnico de Automação Industrial do IFBA, Lorena Vilas Boas. Durante a apresentação, Lorena destacou que “a área da ciência e tecnologia ainda é marcada pelo machismo, pelo racismo, pela falta de inclusão da nossa sociedade e do nosso povo.” A estudante admite não saber como reverter a situação: “Eu estou estudando diariamente, buscando me envolver em movimentos que possam trabalhar a difusão da tecnologia, que possam difundir a inclusão do povo negro, a inclusão das mulheres negras e isso, para mim, tem sido a forma de reverter”, relata Lorena.
 
O professor Wesley Correia trouxe poesia e conhecimento para a mesa “Relações Étnicas e Raciais: ancestralidade”. Quem também compôs esta mesa, foi o fotógrafo e documentarista Tacun Lecy que mostrou a religiosidade presente em suas fotografias.
 
A organização convidou Mell Martem, Ana Eliza e Lorena Souza que são membros da Liga Acadêmica de Sexualidade e Gênero, vinculada a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, para formarem uma mesa sobre a saúde da população LGBT na tarde da sexta-feira, 23.
 
Com programação tão múltipla, o evento ofereceu ainda as discussões “Diversidade? Mas o que é ser diferente?”, “Feminismo em movimento”, “A pessoa com deficiência na educação profissional”, “Alfabeto da diversidade” e “Inserção do negro no mercado de trabalho: uma discussão sobre empreendedorismo negro”.
 
Por Jamile Teixeira

Divisão de Comunicação – campus Salvador

 

registrado em: ,