Você está aqui: Página Inicial > Instituto Federal > Notícias 2017 > Seminário homenageia Dia Nacional do Surdo
conteúdo

Seminário homenageia Dia Nacional do Surdo

por Jamile Teixeira publicado: 28/09/2017 12h33, última modificação: 28/09/2017 12h33

O Dia Nacional do Surdo, 26 de setembro, é homenageado no campus Salvador com o I Seminário Setembro Azul. O evento, que teve início na tarde da última segunda-feira (25), celebra os êxitos e reflete sobre os obstáculos ainda enfrentados pela comunidade surda.

Por Jamile Teixeira1.JPGA mesa-redonda intitulada “Ações afirmativas para surdos na sociedade”, trouxe o professor Wermerson Meira da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e o instrutor Anselmo Dias, do Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e do Atendimento às Pessoas com Surdez Wilson Lins. Foi discutida a legislação existente sobre o tema, bem como a importância da criação do Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines) no século XIX, para a educação de surdos no país.

Os professores Joselito Mendes, do Centro de Surdos da Bahia (Cesba), e Alex Sandrelânio, da Associação Educacional Sons do Silêncio (Aesos), fizeram parte da mesa “Políticas públicas e empoderamento para surdos”. As duas entidades foram apoiadoras do evento.

Estudantes surdos e professores do IFBA que tiveram experiência com tais alunos relataram suas experiências nos dois dias do seminário, 25 e 26. Minicursos e apresentações culturais também fizeram parte do evento, que contou, em todos os momentos, com a tradução simultânea para ouvintes e surdos, de acordo com o perfil de quem palestrava. Por Jamile Teixeira2.JPG

Atualmente, o campus Salvador conta com 20 estudantes surdos e 18 tradutores intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras). “Nada sobre nós, sem nós. Então, se o evento é dos surdos, 26 de setembro é comemorado o Dia Nacional do Surdo, então temos mestre de cerimônia surdo, palestrantes surdos, pessoal de apoio surdo. Eles estão se sentindo felizes e realizados”, afirma Gabriela Mattos, tradutora e intérprete de Libras, explicando que o seminário colocou os surdos como protagonistas no evento.

 

Divisão de Comunicação – Campus Salvador