Você está aqui: Página Inicial > Campus Feira de Santana > Ensino > COTEP > CAPNE
conteúdo

CAPNE

por Campus Feira de Santana publicado 14/08/2020 18h47, última modificação 03/09/2020 17h10

Coordenação responsável pela acessibilidade e inclusão que constitui-se como uma unidade organizacional de natureza consultiva e deliberativa que deve compor a estrutura do campus Feira, tendo por finalidade coordenar e executar a Política de Inclusão da Pessoa com Deficiência e/ou Outras Necessidades Específicas no IFBA-Feira de Santana.

Atribuições da CAPNE:

I – Auxiliar as equipes no campus na resolução de situações específicas de ensino e de aprendizagem relacionadas aos discentes com Necessidades Específicas e/ou transtorno específico da aprendizagem;

II – Participar de eventos locais, regionais, nacionais e internacionais referentes à inclusão representando a instituição;
III – Estimular a produção científica e a inovação sobre educação inclusiva;
IV – Integrar as ações e projetos direcionados às pessoas com Necessidades Específicas e/ou transtorno específico da aprendizagem, quando vinculados a outros setores;
V – Cadastrar os estudantes com Necessidades Específicas e/ou transtorno específico da aprendizagem, mantendo o registro do tipo e extensão da necessidade;
VI – Informar à Diretoria de Ensino, aos Departamentos e às Coordenações pertinentes sobre as necessidades dos discentes, indicando as ações de acessibilidades necessárias;
VII – Acompanhar os discentes com Necessidades Específicas e/ou transtorno específico da aprendizagem no seu percurso acadêmico, realizando orientação, adaptando e adquirindo materiais, e intervindo em situações específicas;
VIII – Analisar os resultados da avaliação realizada nos Conselhos de Classe Diagnósticos e propor ações interventivas junto às diferentes áreas profissionais;
IX – Fornecer recursos pedagógicos, metodológicos e tecnológicos alternativos aos professores dos estudantes com Necessidades Específicas e/ou transtorno específico da aprendizagem, a fim de favorecer o processo ensino-aprendizagem, a convivência com a diversidade e o desenvolvimento profissional dos discentes;
X – Orientar a comunidade acadêmica e os familiares dos estudantes com Necessidades Específicas e/ou transtorno específico da aprendizagem sobre as alternativas mais apropriadas à adaptação e melhor desenvolvimento destes discentes;
XI – Oferecer suporte para a implantação de medidas de acessibilidade no campus, de forma a permitir o acesso dos discentes aos vários espaços acadêmicos, buscando a quebra de barreiras arquitetônicas, educacionais, atitudinais e comunicativas;
XII – Realizar eventos ordinários e extraordinários, como campanhas de conscientização, seminários, palestras, cursos de extensão e capacitações sobre inclusão e acessibilidade para implantação, divulgação e fortalecimento da cultura da inclusão e da educação para convivência e aceitação da diferença no âmbito do campus;
XIII – Contribuir na elaboração e implementação das políticas de acesso, permanência e conclusão com êxito dos estudantes com deficiência;
XIV – Orientar os setores de Tecnologia de Informação e de Comunicação nas ações desses setores no que tange à Acessibilidade Digital e à Acessibilidade de Comunicação e Informação;
XV – Realizar outras atividades correlatas e afins.
XVI – Coordenar as atividades do Atendimento Educacional Especializado (AEE) desenvolvidas na sala de recursos multifuncionais junto ao professor do AEE;