Você está aqui: Página Inicial > Campus Eunápolis > Notícias > Notícias Eunápolis 2020 > Pesquisa de professora do IFBA sobre salinidade no Rio São Francisco foi publicada na Editora Poisson
conteúdo

Pesquisa de professora do IFBA sobre salinidade no Rio São Francisco foi publicada na Editora Poisson

Notas e comunicados no período eleitoral Eunápolis

publicado: 19/05/2021 13h07, última modificação: 19/05/2021 13h07

IMG-20210517-WA0022.jpg

 

 

O trabalho "Efeito da redução da vazão de restrição defluente da Barragem de Xingó na salinidade da água no baixo trecho do Rio São Francisco" desenvolvido professora Sândira Livia Moraes Fonseca, da área de Ciências da Natureza do IFBA Eunápolis, foi publicado no volume nº 06 da Meio Ambiente, Sustentabilidade e Tecnologia da Editora Poisson. Antes disso, as conclusões da pesquisa já haviam sido apresentadas na Revista Brasileira de  Recursos Hídricos RBRH vol.25,  no  XV Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste, organizado pela Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRHIDRO ) e no III Simpósio da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, organizado pelo  Fórum de Pesquisadores de Instituições de Ensino Superior da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco – CBHSF.

O estudo começou durante o mestrado da docente, realizado na Universidade Federal da Bahia (UFBA), quando a 

IMG-20210517-WA0024.jpg
Sândira Livia Moraes Fonseca
população ribeirinha apontou a questão do aumento da salinidade e chamou a atenção do grupo de pesquisa que investigava a qualidade da água no Rio São Francisco "Desde 2012, o país enfrentou uma crise hídrica e o  nível de água dos reservatórios em 2013 diminui consideravelmente , prejudicando os vários usos de água na bacia do rio São Francisco.  A fim de garantir o atendimento aos vários usos da água, inclusive para geração de energia, foi necessário reduzir as vazões defluentes, ou seja, as vazões liberadas a jusante das barragens, o que afetou  o reservatório de Xingó no baixo trecho do rio.  Justamente a partir dessa situação, o aumento da salinidade do baixo trecho, aumentou. A pesquisa consistiu em relacionar a redução das vazões em virtude da crise hídrica com o aumento de salinidade da água no baixo trecho do rio são Francisco" explica Sândira. 

A satisfação da pesquisadora com o trabalho desenvolvido abrange a contribuição social gerada, como ela destaca "A maior contribuição desta pesquisa  foi responder ao problema que a sociedade tinha no momento. Não foi um trabalho simplesmente técnico: avaliação de água por avaliação de água, mas, foi a busca de uma resposta para problemas que uma determinada comunidade  precisava. É gratificante verificar que a busca do conhecimento, as técnicas aprendidas e os valores  apreendidos na educação e na ciência podem ser utilizados para responder as angustias da população. Acredito que toda pesquisa por mais técnica que seja, precisa ter como foco o social, o ser humano". 

Para conhecer o trabalho: 

Meio Ambiente, Sustentabilidade e Tecnologia- Editora Poisson