Você está aqui: Página Inicial > Campus Eunápolis > Notícias > Notícias Eunápolis 2020 > Estudante de Engenharia Civil investe na Iniciação Científica
conteúdo

Estudante de Engenharia Civil investe na Iniciação Científica

Notas e comunicados no período eleitoral Eunápolis

publicado: 24/01/2020 11h42, última modificação: 27/01/2020 08h17

IMG_0707.JPG

 

O resumo técnico “Visita técnica como recurso didático: um relato da visita à construção do semianel viário em Porto Seguro-BA” garantiu a Juliane Ferreira Caldeira, estudante do 8º período de Engenharia Civil no IFBA Eunápolis o prêmio de trabalho destaque na área de engenharias no Seminário de Pesquisa e Extensão (SEMPEX), promovido em outubro de 2019. O trabalho foi realizado em parceria com Taiana Gualberto e teve a supervisão do professor Everton José da Silva.

Para a estudante, participar da Iniciação Científica na graduação representa um diferencial para a carreira “Eu vi que isso é um diferencial no currículo, independente se você quiser seguir a área acadêmica vai contribuir bastante para você, tanto na parte escrita que você aprende a fazer trabalhos científicos, que pode te ajudar na monografia, como também as empresas normalmente veem para quem não tem experiências anteriores na área, eles veem essas atividades extracurriculares como uma maturidade, um algo a mais para seu currículo, então acho que é super relevante, importante”, explicou Juliane.

Essa percepção veio após concluir o curso técnico integrado em edificações também no IFBA Eunápolis “Estou no IFBA IMG_0712.JPGdesde de 2012, sou técnica em Edificações, concluí no ano letivo de 2015 e no ano letivo de 2016 já ingressei na engenharia civil. Infelizmente no curso técnico eu não tinha tanto contato, talvez pela falta de maturidade, com essa área de pesquisa”.

Com essa vivência Juliane investe na área da pesquisa durante a graduação e no momento está fazendo parte do projeto intitulado “Correlação entre variáveis socioeconômicas e serviços de abastecimento de água de esgotamento sanitário na mesorregião Sul Baiano” que vai acontecer até o mês de agosto de 2020 com bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) e orientação do professor Davi Aquino “ Ela é mais com cunho científico mesmo, cunho de análise das correlações entre o abastecimento sanitário, abastecimento de água, com a situação socioeconômica da região, ela ainda está em desenvolvimento”, além de contribuir para a formação acadêmica, Juliane acredita que essas experiências representam mais possibilidades para o futuro profissional “Caso eu queira seguir a área acadêmica para ter um leque maior de opções”, finaliza.