Você está aqui: Página Inicial > Campus Eunápolis > Notícias > Notícias Eunápolis 2020 > IFBA divulga relatórios sobre condições de saúde da comunidade acadêmica
conteúdo

IFBA divulga relatórios sobre condições de saúde da comunidade acadêmica

Notas e comunicados no período eleitoral Eunápolis

publicado: 02/09/2020 15h02, última modificação: 02/09/2020 15h02

O IFBA Eunápolis divulga nesta quarta-feira (02/09) os relatórios com os resultados das consultas sobre a saúde da comunidade acadêmica. As consultas foram realizadas entre os meses de julho e agosto de 2020 pelo Comitê Local de Prevenção e Acompanhamento da Ameaça do Coronavírus e da Doença Covid -19 do Campus Eunápolis com os estudantes, servidores e terceirizados com o objetivo de avaliar as condições de saúde e rastrear aqueles que estão no grupo de risco para a covid-19. Os resultados são importantes para auxiliar no planejamento das atividades do comitê.

Resultados 

Atualmente 1290 discentes estão  matriculados no campus Eunápolis e destes,  21,6 % (279) responderam aos questionários. Como resultado, cerca de 61% se concentram na faixa etária entre 14-18 anos, 1,1 % (3) apresentam algum tipo de deficiência que o coloca no grupo de risco para a covid-19. Não houve na consulta registro de estudantes com 60 anos ou mais, gestante, puérpera, lactante e/ou tabagista,  aproximadamente 12,5% (34) dos estudantes apresentam alguma doença de risco para a covid-19, sendo que a mais citada foi a asma moderada ou grave (14) seguida da hipertensão, entre os consultados. 

O IFBA-Campus Eunápolis apresenta atualmente 32 colaboradores terceirizados. Desse modo,  72 % (23) desse grupo participaram da consulta e não houve registros de gestantes, lactantes, puérperas, tabagistas e deficientes. Quatro funcionários apontaram doença crônica de risco, sendo todos hipertensos.

Cerca de 35,4 % (39) do total de docentes do instituto, assim como 65,3 % (32) do total de TAEs responderam a consulta, correspondendo a 44,6 % (71) do total de servidores.Por volta de 62,5 % (20) dos TAEs e 46% (18) dos docentes referem morar na mesma casa com pessoas que apresentam pelo menos um fator de risco para a covid-19, sendo que em todas as áreas e departamentos há pelo menos um servidor nessa situação,31% (12) dos servidores docentes que responderam a consulta referem ter pelo menos um filho/filha em idade escolar ou inferior que necessitam de assistência. 

Os relatórios completos estão disponíveis a seguir: 

Relatório Estudo de Viabilidade 

Relatório Discentes

Relatório Terceirizados

Relatório Servidores