Você está aqui: Página Inicial > Campus Eunápolis > Notícias > Notícias Eunápolis 2019 > IFBA Eunápolis promove aula inaugural de Pós-graduação
conteúdo

IFBA Eunápolis promove aula inaugural de Pós-graduação

Notas e comunicados no período eleitoral Eunápolis

publicado: 03/06/2019 12h05, última modificação: 03/06/2019 12h05

Na última sexta-feira (31) o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia- Eunápolis promoveu a Aula Inaugural

IMG_8232.JPG
Mesa de abertura da Aula Inaugural Pós-graduação em Educação, Cultura e Linguagens
da Pós-graduação em Educação, Cultura e Linguagens, primeira especialização totalmente pensada e executada no campus. A solenidade foi realizada com uma apresentação do Coral do IFBA Eunápolis, uma mesa redonda composta pelo Diretor Geral, Fabíolo Amaral, pela Coordenadora de Pesquisa, Fabiana Bertolde e pelo Coordenador do curso, Aldineto Miranda, além de uma palestra do Profº. Dr. Augusto Marcos Fagundes Oliveira (UESC) que abordou o tema (de) colonialidade.

 

 "...tem um valor social porque ela tem uma responsabilidade com a construção de uma sociedade melhor, ela está plantando uma semente".

A oferta da especialização é mais uma ação que busca reforçar o papel social do Instituto, de acordo com o professor Aldineto Miranda, que ainda destacou a ampla procura de candidatos durante a seleção de alunos “Isso mostra: uma pós na área da educação era uma coisa muito esperada pela comunidade e o IFBA está nesse exato momento cumprindo com esse papel. Essa especialização não tem só um valor acadêmico, ela tem sim um grande valor acadêmico e vai possibilitar o desenvolvimento de várias pesquisas na instituição, mas também tem um valor social porque ela tem uma responsabilidade com a construção de uma sociedade melhor, ela está plantando uma semente”.

IMG_8239.JPG
Professor Augusto Marcos Fagundes Oliveira
O dever perante à comunidade também foi levado em conta na hora de definir a temática da abertura das aulas, o pesquisador Augusto Marcos Fagundes Oliveira trouxe para o público presente o conteúdo da (de) colonialidade “Bom, por que (de) colonialidade? A ciência ela acaba sendo normativa porque a cultura também é normativa, a língua também é normativa e nós temos um modelo dado como normal, como sendo o único que é o modelo centrado na colonialidade europeia, eurocentrado. A realidade de pensar (de) colonialidade é pensar elementos que nos colonializaram e como a gente vem reproduzindo isso, então o que que acontece, há algum tempo alguns pesquisadores começaram a trabalhar com essa máxima de ouvir a voz dos vencidos, a gente procura vencer, então não é eliminar a escrita europeia, não se trata disso, mas também ouvir outras vozes como por exemplo a escrita feminina da índia, a escrita feminina de Botsuana, várias escritas que não compunham canônicos , portanto hegemônicos, nós tecemos outros olhares”, explicou Augusto.

A 1ª turma da Pós-graduação em Educação, Cultura e Linguagens marca o início da oferta de especialização lato sensu inteiramente concebida e com todos os docentes sendo do campus. Nos seus mais de 20 anos de história, o IFBA Eunápolis já atuou em convênio com a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e a Prefeitura da cidade oferecendo o curso de Pós-Graduação lato sensu em Epistemologia Genética e Educação.

Para essa nova fase de implementação da especialização no campus, as disciplinas, que serão apresentar durante 16

IMG_8205.JPG
Coral do IFBA Eunápolis
meses para os 36 aprovados na seleção, seguem a linha interdisciplinar “ Optamos por fazer algo interdisciplinar em que uma disciplina convirja com a outra, converse com a outra, que dialogue, daí que essa especialização foi pensada por pessoas das mais diferente áreas, mais especificamente pessoas da educação, mas que se abre para vários outros campos que se interessem por ela, justamente por esse caráter interdisciplinar que ela possui, foi pensada nesse sentido”, afirmou o coordenador do curso.