Você está aqui: Página Inicial > Campus Euclides da Cunha > Notícias > 2016 > Campanha de conscientização Setembro Amarelo
conteúdo

Notícias

Campanha de conscientização Setembro Amarelo

publicado: 16/09/2016 12h19, última modificação: 08/03/2018 13h39

O câncer, a AIDS e demais doenças sexualmente transmissíveis (DST's) há duas ou três décadas eram rodeadas de tabus e viam o número de suas vítimas aumentando a olhos nus. Foi necessário o esforço coletivo, liderado por pessoas corajosas e organizações engajadas, para quebrar esses tabus, falando sobre o assunto, esclarecendo, conscientizando e estimulando a prevenção para reverter esse cenário.

Um problema de saúde pública que vive atualmente a situação do tabu e do aumento de suas vítimas é o suicídio. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas. A esperança é o fato de que, segundo a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. É necessário a pessoa buscar ajuda e atenção de quem está à sua volta.

Com o objetivo de quebrar o tabu em torno do tema e ajudar na prevenção, diversas associações se uniram e, desde 2014, promovem no Brasil o SETEMBRO AMARELO. A ideia é reunir, durante um mês, eventos que abram espaço para debates e divulgação do tema. A campanha é para conscientizar, falar sobre o suicídio. É possível prevenir quando falamos sobre o tema, porque é uma questão de atenção e de cuidado com as pessoas.