Você está aqui: Página Inicial > Campus Salvador > Administrativo > Plano de Gestão
conteúdo

Plano de Gestão

por Campus Salvador publicado 12/09/2019 18h20, última modificação 29/07/2021 10h11

O plano de gestão da Diretoria de Administração e Planejamento (DAP) consiste em um conjunto de atividades, iniciativas e ações planejadas/propostas para serem desenvolvidas em conjunto com as Diretorias Adjuntas e participação dos servidores, bem como, com as demais diretorias e setores e está em linha com Projeto Pedagógico Institucional (PPI), o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), Plano de Trabalho proposto pela Diretoria Gerai eleita e o Regimento Interno do IFBA, vigentes, com ações e objetivos associados ao Campus Salvador.

Nesse sentido, tem por objetivo nortear ações de curtíssimo, curto, médio e longo prazo e vai subsidiar as iniciativas necessárias à execução do planejamento estratégico do Campus.

Para conhecer sobre o Plano de Gestão da DAP, clique aqui.

 

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) 2020-2024

O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), tem por objetivo nortear as atuações de toda a estrututa institucional, por meio de diretrizes, eixos e objetivos estratégicos no período de vigência para o qual foi projetado (2020-2024), a fim de que a missão institucional possa ser alcançada.

Acesse aqui o PDI do IFBA (2020-2024)

 

PLANO DE INTEGRIDADE INSTITUCIONAL

O Plano de Integridade Institucional consiste em medidas institucionais de integridade que tem por objetivo atender a Política de Governança na Administração Pública Federal, contribuindo para a construção da governança pública na instituição, conforme Portaria n. 57/2019 da CGU e Decreto 9.203/2017 [1] - que dispõe sobre a política de governança da administração pública federal direta, autárquica e fundacional.

De acordo com o Decreto 9.203/2017, a governança pública é direcionada por diretrizes, dentre as quais, as destacadas a seguir:

I - Direcionar ações para a busca de resultados para a sociedade, encontrando soluções tempestivas e inovadoras para lidar com a limitação de recursos e com as mudanças de prioridades;
II - Promover a simplificação administrativa, a modernização da gestão pública e a integração dos serviços públicos, especialmente aqueles prestados por meio eletrônico;
III - Monitorar o desempenho e avaliar a concepção, a implementação e os resultados das políticas e das ações prioritárias para assegurar que as diretrizes estratégicas sejam observadas;
IV - Articular instituições e coordenar processos para melhorar a integração entre os diferentes níveis e esferas do setor público, com vistas a gerar, preservar e entregar valor público;
V - Fazer e incorporar padrões elevados de conduta pela alta administração para orientar o comportamento dos agentes públicos, em consonância com as funções e as atribuições de seus órgãos e de suas entidades;
VI - Implementar controles internos fundamentados na gestão de risco, que privilegiará ações estratégicas de prevenção antes de processos sancionadores;
VIII - Manter processo decisório orientado pelas evidências, pela conformidade legal, pela qualidade regulatória, pela desburocratização e pelo apoio à participação da sociedade;
IX - Editar e revisar atos normativos, pautando-se pelas boas práticas regulatórias e pela legitimidade, estabilidade e coerência do ordenamento jurídico, realizando consultas públicas sempre que conveniente;
X - Definir formalmente as funções, as competências e as responsabilidades das estruturas e dos arranjos institucionais; e
XI - promover a comunicação aberta, voluntária e transparente das atividades e dos resultados da organização, de maneira a fortalecer o acesso público à informação (BRASIL, 2017).

Segundo o parágrafo único, do art. 6º. do Decreto 9.203/2017, as práticas de governança incluem, no mínimo:

I - formas de acompanhamento de resultados;
II - soluções para melhoria do desempenho das organizações; e
III - instrumentos de promoção do processo decisório fundamentado em evidências.

Conceitualmente, os Programas de Integridades, segundo o art. 2º, da Portaria 57/2019, podem ser assim definidos:

I - Programa de Integridade: conjunto estruturado de medidas institucionais voltadas para a prevenção, detecção, punição e remediação de práticas de corrupção, fraudes, irregularidades e desvios éticos e de conduta;
II - Risco para a Integridade: vulnerabilidade que pode favorecer ou facilitar a ocorrência de práticas de corrupção, fraudes, irregularidades e/ou desvios éticos e de conduta, podendo comprometer os objetivos da instituição;
III - Plano de Integridade: documento, aprovado pela alta administração, que organiza as medidas de integridade a serem adotadas em determinado período de tempo, devendo ser revisado periodicamente.

Assim, observa-se, diante o exposto, a relevância e papel do plano de integridade institucional para as boas práticas de governança de todas as unidades do IFBA, o qual deve ser observado para a definição de padrões e execuções de procedimentos.

Acompanhe aqui o Plano de Integridade do IFBA 2020-2022:

-Plano de Integridade Institucional

 [1] Decreto n.9.203/2017 que dispõe sobre a políca de governança da adinistração pública federal direta, autárquica e fundacional.  

 

PLANO DE METAS INSTITUCIONAIS (PMI) - CAMPUS DE SALVADOR

O Plano de Metas Institucional do IFBA (PMI), em específico, do Campus de Salvador, tem por objetivo contribuir na avaliação de desempenho da unidade e contempla o conjunto de indicadores que subsidiam a avaliação e acompanhamento dos resultados alcançados e das metas planejadas pelo Campus, de curto prazo, apoiando, portanto, decisões operacionais que contribuam para alcançar os objetivos estratégicos e levando a instituição a cumprir a sua missão.

Acompanhe aqui o PMI do Campus de Salvador:

-PMI Campus de Salvador 2020  

-PMI Campus de Salvador 2021

 

BANCO DE IDEIAS - DAP

 O Campus de Salvador é a unidade mais antiga do Instituto Federal da Bahia - IFBA. Contudo, ao mesmo tempo que carrega uma história centenária, respeitada em todo o estado da Bahia, região Nordeste e no Brasil, convive com um conjunto de problemas estruturais que perpassam a infraestrutura física, tecnológica e administrativa. No âmbito administrativo, os processos ainda carecem de sistematização, os padrões de processos são incipientes e poucos são os fluxos das atividades, guias, manuais e sistemas de informações que, por sua vez são essenciais ao controle, gestão e avaliação das atividades.

Diante desse cenário, desde janeiro/2020, quando a nova gestão assumiu, um conjunto de ações, iniciativas e projetos vêm sendo desenvolvido a fim de modernizar a infraestrutura física, tecnológica e administrativa do Campus de Salvador, potencializando suas forças, bem como, mitigando as fraquezas, além de prepará-lo para aproveitar as oportunidades e se manter competitivo frente as ameaças.

Em relação ao campo administrativo, um conjunto de estratégias de planejamento e inovação vem sendo discutida a fim de contribuir para a construção de um ambiente inovador capaz de induzir a modernização dos processos e atividades do Campus.

Assim, esse banco de ideias tem por objetivo levantar iniciativas, propostas e ideias, que serão armazenadas visando contribuir para o desenvolvimento de inovações no âmbito da Diretoria de Administração e Planejamento - DAP. Espera-se que as ideias sejam utilizadas para a solução de problemas no âmbito da DAP e suas diretorias/setores vinculados, a partir de soluções colaborativas. As ideias aqui apresentadas, conforme área vinculada da supracitada Diretoria, serão tratadas de forma contínua, sistemática, visando solucionar problemas existentes, mitigar a ocorrência de novos, como também, desenvolver criações inéditas que contribuam para melhorias dos serviços prestados para a sociedade.

Assim, poderão participar no envio de ideias tanto servidores efetivos (Técnicos Administrativos e Docentes) quanto terceirizados e os discentes da instituição.

Por fim, destaca-se que os servidores e discentes serão incentivados a enviarem ideias de forma contínua, de modo que se espera manter um banco de ideias alimentado constantemente.

As ideias, primeiro passo para a execução de um projeto, poderão ser enviadas nas diferentes dimensões tantas vezes quantas forem surgindo. Todas as soluções serão analisadas e discutidas nas reuniões semanais, conforme prioridade de intervenções. O que se espera, ao final, é que tenhamos um Design Thinking capaz de dialogar com cada problema existente no âmbito administrativo do Campus de Salvador.

Agradecemos a sua contribuição para melhoria contínua dos nossos serviços.

Atenciosamente,

Diretoria de Administração e Planejamento - DAP

Quer colaborar com a melhoria contínua dos serviços da DAP? Envia a sua ideia!