Você está aqui: Página Inicial > Campus Simões Filho > Artigos > Peneira de futebol movimenta jovens da comunidade

Peneira de futebol movimenta jovens da comunidade

Peneira de futebol movimenta jovens da comunidade

publicado: 09/10/2017 16h39, última modificação: 09/10/2017 16h39

Ocorre hoje (9/10) à tarde – no campo de futebol – a primeira seleção de jovens atletas para formação de uma escolinha de futebol no Campus. A iniciativa, mais um fruto da parceria da Academia de Bombeiros Militar (ABM) e IFBA SF, visa a interação com a comunidade da Cova da Gia/Pitanguinhas.

A “peneira” (como são chamados os testes) foi aberta para adolescentes nascidos entre os anos de 2001 e 2006. No início da tarde, cerca de 40 garotos se amontoavam esperando, ansiosamente, o momento de entrar em campo. Para participar, basta ser estudante de qualquer escola e se dispor a treinar uma ou duas vezes por semana no campo do IFBA.

De acordo com o major Factum, coordenador do projeto, o trabalho é de cunho social. “Primeiramente, visamos a boa formação de cidadãos, o cumprimento das regras e disciplina. Secundariamente, entretanto, temos contatos para trazer outros times para competir aqui e até representantes de times grandes para, quem sabe, revelar algum talento no esporte”, disse.

O técnico Ari Factum (primo do major) foi convidado para conduzir a seletiva, por conta da experiência bem sucedida à frente do Núcleo Pirajá do Vitória, projeto que há décadas vem sendo desenvolvido no bairro de Pirajá 1. Os atletas foram separados em três faixas etárias, antes de ser dado o pontapé inicial.

A aposentada Rosa Cavalcanti trouxe o filho de 15 anos para participar. “Essa é uma ideia maravilhosa. Há tempos estamos pedindo às escolas públicas da comunidade para que abram suas portas nos fins de semana, para que nossos filhos não fiquem ociosos pela rua, expostos ao álcool e às drogas”, argumentou.

Como diz a canção: “Qual garoto nunca sonhou em ser jogador de futebol?”. O brilho nos olhos dos participantes mostrava o poder do esporte como elemento modificador de pessoas em situação de vulnerabilidade social. O atleta Vinícius Fontes, 14 anos, resumiu a experiência: “Sempre sonhei em ser atleta profissional. Essa pode ser minha grande chance”, disse.

registrado em: