Você está aqui: Página Inicial > Campus Paulo Afonso > Notícias > Notícias 2018 > IFBA forma os primeiros Engenheiros Eletricistas em Paulo Afonso
conteúdo

IFBA forma os primeiros Engenheiros Eletricistas em Paulo Afonso

publicado: 08/01/2018 19h01, última modificação: 07/02/2018 08h05

 

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia realizou, na última sexta-feira (05/01), a colação de grau dos primeiros formandos do curso de Bacharelado em Engenharia Elétrica do Campus Paulo Afonso. Na cerimônia de colação em gabinete, quatro formandos fizeram o seu juramento e receberam o grau de Engenheiro Eletricista do diretor do Campus, o professor Arleno José de Jesus. O curso, criado em 2012, representa um avanço tecnológico relevante para a região. 

A cerimônia de colação em gabinete foi solicitada pela necessidade dos quatro formandos em obter  o grau com urgência, em virtude de aprovação em mestrados nas melhores universidades do país, a saber: UNICAMP, ITA, UFMG e UFS, e de oportunidades no mercado de trabalho. Os formandos, agora bacharéis em Engenharia Elétrica, Francisco Jadilson Santos Araújo, João Lucas de Souza Silva, Michelle Melo Cavalcante e Rebeca Lorena Santos Maia e Silva seguirão seus caminhos longe daqui, porém muito agradecidos pela casa que os acolheu nos últimos cinco anos. Francisco Jadilson agradeceu em nome dos demais pelos anos de convivência, pela superação das dificuldades enfrentadas e o prazer de poder comemorar junto com os colegas esse momento de conclusão de curso.

Para Arleno José de Jesus, chegar até esse dia, foi uma grande vitória: “Hoje é um dia especial. Eu lembro quando lançamos a proposta de iniciar o curso em Paulo Afonso. Não tínhamos muita coisa. Não tínhamos professores suficientes, nem os laboratórios de ponta que temos hoje. Quantas vezes fomos a Salvador 'gritar' para que nossas solicitações fossem finalmente atendidas... Ao olhar para trás, me orgulho de tudo que conseguimos. As parcerias feitas, os professores que aqui passaram, os que continuam conosco. Foi muito duro, mas faria tudo novamente. O curso obteve nota 4 no conceito MEC, sendo considerada a segunda melhor pontuação do Nordeste, ficando atrás apenas do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG na Paraíba”, frisou o diretor.

Fotos, aqui!