Você está aqui: Página Inicial > Instituto Federal > Notícias 2017 > Graduando do IFBA é aceito em programa da Google focado em software livre

Graduando do IFBA é aceito em programa da Google focado em software livre

publicado: 12/05/2017 18h27 última modificação: 12/05/2017 18h27

Por Verusa Pinho​

O jovem Eliakin Costa, estudante do 5º semestre da formação de análise e desenvolvimento de sistemas (ADS), oferecida no campus Salvador do Instituto Federal da Bahia (IFBA), é um dos selecionados para o “Google Summer of Code 2017 (GSoC 2017)”, programa internacional que incentiva a participação de universitários em projetos de desenvolvimento de software livre.

Eliakin no laboratório do GSORT - Campus Salvador do IFBA_Por Verusa Pinho.JPG
Eliakin no laboratório do GSORT

O estudante atuará no Krita - software para desenho digital desenvolvido pela comunidade KDE, uma das maiores nesse ramo. Eliakin estará sob a supervisão do Boudewijn Rempt, da Holanda, criador e principal mantenedor do Krita. Para o docente Sandro Andrade, doutor em ciência da computação, o IFBA tem se destacado nessa área, da qual ele próprio é colaborador direto, enquanto membro da Direção do KDE. “A participação em projetos de software livre é fundamental para uma formação mais ampla do aluno, pois o coloca em contato com problemas reais da computação, que demandam soluções sofisticadas e cujo impacto pode ser observado em todo o mundo”, comenta.

Nas palavras do professor, o GSoC é uma verdadeira imersão no mundo do código aberto. “O objetivo é viabilizar a atuação dos universitários em comunidades maduras de desenvolvimento de software livre, sob a orientação de um colaborador experiente que atua como mentor. Os estudantes recebem uma bolsa durante a realização do projeto, que dura três meses. 201 organizações participam neste ano [responsáveis pela seleção dos alunos, cerca de 1.000, em cada edição]. Muitos selecionados continuam atuando como colaboradores mesmo após a finalização do projeto e alguns se tornam mentores em edições futuras do programa”, pontua.

Para Eliakin, que desde a infância tem preferência por computadores, a trajetória acadêmica já revela conquistas profissionais. “Eu tinha uma ideia equivocada do que era software livre, associando-o à falta de qualidade, pela opção gratuita. Achava que o lucro vinha apenas dos softwares proprietários, mas logo no 1º semestre surgiu uma vaga de estágio em empresa desse perfil e desconstruí o pensamento inicial. Através do incentivo do professor Sandro, comecei a participar do Grupo de Pesquisa em Sistemas Distribuídos, Otimização, Redes e Sistemas de Tempo Real (GSORT). Em 2016, já havia feito parte do programa Season of KDE (SoK). A experiência foi importante para estabelecer contato com mentores de outros países, basicamente, da Europa. Acredito que o bom trabalho desenvolvido me colocou à frente de outros candidatos nesta nova seleção. O principal desafio era conversar em outro idioma, o inglês, que agora já desenrolo bem. Meu objetivo profissional é fazer mestrado acadêmico e continuar contribuindo com a comunidade de software livre. A bolsa que receberei da Google [pouco mais de quatro mil dólares] será importante para garantir os estudos com uma certa tranquilidade”, ressalta o jovem.

 

Comunicação - Campus Salvador

registrado em: