Você está aqui: Página Inicial > Instituto Federal > Notícias 2017 > Curso Pré-IFBA realizado no Bairro da Paz aprova sete alunos no Processo Seletivo 2017

Notícias

Curso Pré-IFBA realizado no Bairro da Paz aprova sete alunos no Processo Seletivo 2017

por Helen Sampaio publicado: 03/02/2017 15h47 última modificação: 23/03/2017 14h55

O Instituto Federal da Bahia (IFBA) terá entre seus novos alunos sete estudantes que participaram do curso preparatório Pré-IFBA, realizado por meio da parceria entre o Instituto, através do Departamento de Relações Comunitárias da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), e a Base Comunitária de Segurança (BCS) do Bairro da Paz. Os estudantes aprovados no Processo Seletivo 2017, nos cursos técnicos em química, automação, mecânica e eletrônica, fizeram parte da primeira turma do projeto, da qual mais 38 jovens participaram. 

A iniciativa surgiu a partir de convênio firmado entre o IFBA, a Polícia Militar e a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia, com o objetivo de aprimorar o ensino-aprendizagem dos adolescentes matriculados em escolas da rede municipal do bairro. Para desenvolvimento do projeto, o Instituto selecionou monitores bolsistas, que receberam a orientação de professores do campus Salvador para ministrar as aulas no período de 17 de agosto a 20 de dezembro, nas dependências da BCS.

Os estudantes tiveram aulas de português, matemática, história, geografia, cidadania, ética e noções de ordem unida, que versaram sobre autocontrole, senso de grupo, entre outras questões. As aulas foram realizadas no turno noturno para não prejudicar os horários das aulas nas escolas, que ocorriam pela manhã e pela tarde.

Com o resultado positivo das aprovações, o Departamento de Ações Comunitárias já pensa no processo de formação da próxima turma do curso, no segundo semestre deste ano. Além disso, existe a proposta de que a iniciativa chegue a outros municípios. “Em alguns campi do Instituto já está sendo estudada a possibilidade de formação de turmas Pré-IFBA para atender jovens e adolescentes em vulnerabilidade socioeconômica”, afirmou a chefa do Departamento de Relações Comunitárias, Vera Mendes.                                    

Para Vera, a iniciativa atingiu seu objetivo principal. “O mais importante de tudo é que esse projeto proporcionou uma nova perspectiva de vida para esses adolescentes e suas famílias e foi um motivador para novos estudos e interesse de outros jovens, que buscam nos estudos o caminho para melhoria socioeconômica e ascensão social”.