Você está aqui: Página Inicial > Instituto Federal > Notícias - 2015 > Estudantes do IFBA são únicos baianos selecionados para o Programa Jovens Embaixadores 2016

Estudantes do IFBA são únicos baianos selecionados para o Programa Jovens Embaixadores 2016

publicado: 12/11/2015 16h59 última modificação: 21/01/2016 15h31

Os estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), Jadson Silva Oliveira de Jesus (18) e Lorenna Santos Vilas Boas (17), respectivamente dos cursos técnicos de mecânica industrial e de automação do campus Salvador foram selecionados para a edição 2016 do Programa Jovens Embaixadores. 

Os jovens são os únicos baianos, do total de 50 estudantes brasileiros selecionados para o programa, que embarcarão em janeiro e passarão três semanas nos Estados Unidos, hospedados em casas de famílias americanas. Lá eles conhecerão escolas, projetos sociais, participarão de cursos e reuniões com organizações dos setores público e privado, entre outras atividades. 

A iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil tem o objetivo de beneficiar estudantes brasileiros da rede pública, entre 15 e 18 anos, que são exemplos dentro de suas comunidades, por meio da liderança, consciência cidadã, entre outros aspectos. No caso de Lorenna, o destaque veio através da realização de trabalhos voluntários associados aos movimentos dos quais faz parte na Paróquia Nossa Senhora das Candeias, em Candeias. Ela coleta donativos e discute temas como religião e problemas sociais com os jovens frequentadores da igreja. Além disso, é integrante do grupo de teatro Sinais da Aurora e do grupo Encontro de Adolescentes com Cristo (EAC). 

Para a estudante, participar do programa é mais do que uma chance de conhecer novas culturas. “Acredito que será uma oportunidade para vivenciar novos acontecimentos, conhecer uma cultura diferente e até mesmo os diferentes aspectos do nosso país, já que são selecionados jovens de todos os estados”, afirmou. Lorenna ainda afirma que esta experiência será importante para a recondução dos trabalhos no Brasil. “Os 50 jovens voltarão muito mais motivados a continuar e melhorar todo o trabalho que já fazem, e, consequentemente, incentivarão outros jovens a seguir pelo mesmo caminho”, concluiu. 

Já para Jadson, que participa do Projeto Licuri, do IFBA, onde aplica seus conhecimentos de mecânica industrial para tecnologias de desenvolvimento sustentável no semiárido, a experiência consistirá em um degrau para um sonho maior. “Os meus mentores dizem que essa será a melhor experiência da minha vida. E eu não espero nada menos que isso. Além disso, creio que o programa me ajudará futuramente a conquistar o sonho de estudar engenharia mecânica nos Estados Unidos”, declarou.